99 views 4 mins

Comprar ou alugar imóvel: a palavra final é da mulher

em Negócios
quinta-feira, 11 de março de 2021

Na hora de comprar ou alugar um imóvel, as mulheres decidem sozinhas esse momento tão importante. Pesquisa realizada pela empresa Behup constatou que é mais comum elas decidirem sozinhas, sem influência cônjuges ou parceiros, sobre a compra da futura moradia do que homens. Em Goiânia, quando o assunto é locação, elas também são maioria: 51% dos negócios são fechados por elas.

No levantamento da Behup, 21% das entrevistadas mulheres relataram que decidiram sobre seus imóveis sem a opinião do companheiro ante apenas 12,4% dos homens que relataram o mesmo. Além disso, 15% das mulheres relatam que seus companheiros não ajudaram em nada no processo de escolha do imóvel enquanto, para os homens, esse número foi de 6,8%. A opinião de cônjuges e companheiros foi a mais importante para 49,6% das mulheres. Já para os homens, a influência de cônjuges e parceiras foi a mais importante em 62,1% dos casos.

De setembro de 2020 a fevereiro deste ano, elas representaram mais da metade dos negócios fechados em aluguel na Desenrola, plataforma digital de locação e venda de imóveis em Goiânia. Em São Paulo, de 100% dos contratos de aluguel via pessoa física realizados na Desenrola, plataforma digital de locação e venda de imóveis, 56% estão em nome de mulheres. Outra pesquisa do segmento destaca que elas são a maioria na busca de imóveis para compra e aluguel no Brasil.

“Cada vez mais a mulher impacta na decisão de compra e de aluguel de imóvel. Elas têm sido as principais responsáveis pela decisão de escolha de um imóvel, seja para morar sozinha ou com a família, desde o momento da procura à escolha final”, explica o gerente de Marketing da Desenrola, Thiago Ciaciare. Em um comparativo com os homens, as mulheres são mais cuidadosas ao buscar imóveis na internet e reparam em detalhes do imóvel que eles dificilmente percebem. As mulheres também preferem trocar e comparar informações.

Visitam vários locais antes de tomar a decisão, considerando preço e qualidade ao mesmo tempo. Na busca por aluguel, as motivações se mantêm: 28% para morar em um imóvel maior, 20% para morar próximo ao trabalho e 15% próximo à escola dos filhos. Quanto ao tipo de imóvel, ambos os perfis são categóricos em afirmar que a casa é o modelo mais desejado, representando 58% para as que querem comprar e 61% para as que preferem alugar.

A pesquisa da Behup, encomendada pelo grupo Mulheres do Imobiliário, entrevistou 1.835 pessoas, classes A e B de São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre. O levantamento revelou também outros comportamentos interessantes: 54,9% das entrevistadas mulheres afirmaram que preferem buscar imóveis via imobiliárias e construtoras, ante 46,6% dos homens. E, em geral, as mulheres pesquisam mais antes da visitação de um imóvel, indo pessoalmente a bem menos locais do que homens: 28% das participantes afirmaram que compraram um imóvel após uma única visita, enquanto apenas 17% dos homens relataram o mesmo. Fonte: Carol Oliveira ([email protected]).