Casa de Repouso: investimento aquecido pela pandemia e número de idosos

A estimativa feita pelo IBGE aponta que o Brasil terá um quarto da sua população acima dos 60 anos, em 2043. Além disso, prevê que em 2047 a população deve parar de crescer e aumentar o envelhecimento, ou seja, atingindo um perfil de sociedade com mais idosos e menos jovens. Esses dados têm despertado o interesse de investidores em empreendimentos diferenciados para atender a esta demanda social crescente.

“O processo gradual e inevitável de envelhecimento – aquecido pela preocupação com a pandemia – retrata um cenário de expansão deste nicho no Brasil, que ainda está muito distante de outros países no que se refere a opções de alto nível e padrão de qualidade no atendimento dos idosos”, explica a diretora-presidente da casa de repouso Solary Ville, localizada em Curitiba, Roberta Morais. Pensando em oferecer uma oportunidade de negócio consolidado e com perspectiva de crescimento, tornou-se um projeto de franquia, que está sendo aberto para expansão.

“Nosso projeto é rentável, baseado no modelo da nossa primeira unidade do Solary Ville. Tem como vantagens o acompanhamento do negócio, gestão, disponibilidade de equipe e muito mais. É uma casa de repouso que está atenta às necessidades do seu público e consegue transformar a vida das pessoas para melhor. Os familiares se sentem amparados e os idosos sabem que são amados e estão seguros”, explica Roberta.

A unidade conceito da Solary tem capacidade para 17 hóspedes e oferece atendimento especializado e individualizado com equipe multidisciplinar 24 horas por dia, incluindo nutricionista, enfermeiras, cuidadores, educador físico, fisioterapeuta, músico, terapeuta ocupacional, cozinheira e equipe administrativa. Entre as atividades, estão terapia ocupacional, yoga, dança sênior, alongamento e oficina gourmet. Além disso, desenvolveu um sensor noturno anti-queda instalado em todos os dormitórios.

O modelo de negócio está aberto para profissionais das mais diversas idades e áreas de atuação, trazendo a oportunidade de começar a empreender. Os dados acima estimulam investidores como a empresária, Ligia Bombonatto, que está expandindo sua atuação para a casa de repouso. “Muitos setores enfraqueceram com a pandemia. No entanto, outros, mostram tendência de crescimento como é o caso de casas de repouso. Quando o IBGE mostra que, daqui a 30 anos, a diferença entre jovens e idosos será de 173%, não podemos ignorar a necessidade deste mercado”, declara Ligia. Fonte e outras informações: (www.solaryville.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap