Como acertar o público-alvo em campanhas

  • Save
Foto: marketing365.com/reprodução

Planejamento de campanha é um procedimento que pode nortear o desempenho do seu negócio. E uma das primeiras coisas a se pensar é em como definir o seu público-alvo. Segundo Victor Popper, fundador e CEO da All iN, unidade de negócios da Locaweb dedicada ao marketing cloud, a definição do público é essencial para trazer resultados positivos e medir o quanto de esforços colocar em cada etapa da comunicação.

Um direcionamento efetivo requer um bom filtro na hora de definir seu alvo para que você meça os resultados de maneira mais direta. Com um mundo mais segmentado e personalizado, surge a necessidade de analisar à risca os interesses e caminhos percorridos pelo seu público. Portanto, partir das características do serviço que você oferece é um começo. “O mapeamento pode vir de qualquer clusterização, desde pessoas que têm comportamentos em comum, até o gosto por um determinado produto”, explica Popper.

Essa leitura de dados pode ser simples ou complexa, mas, quanto mais informações, mais assertivos serão seus conteúdos para atrair o público-alvo. Ao fazer esse filtro, analisar as preferências de consumo também pode ser uma ação decisiva. “Pessoas que compram determinado produto, podem ou não ser colocadas no mesmo segmento, já que cada uma pode ter uma frequência de compra”, orienta o CEO da All iN.

Analisar os dados e identificar o perfil relevante para você é um começo. E, depois, a partir das possíveis leituras, você deve fazer o mapeamento de qual canal de comunicação é mais eficaz para cada público. Segundo Popper, há pessoas que reagem melhor às mídias sociais, enquanto alguns preferem e-mails ou outras ferramentas.
Há casos em que pode ser mais seguro recorrer a uma unidade de marketing digital para fazer esse levantamento e contribuir com as campanhas digitais.

“Nós contribuímos com algumas funções, como segmentador e filtro, que ajudam a separar melhor a base de dados e criar clusters. Além do BTG (Behavior Targeting), que por algoritmos de recomendações próprios, consegue captar o comportamento do cliente no site e enviar recomendações de acordo com comportamento, além de gerar insumo para outras campanhas, mais direcionadas, por exemplo, a girar estoque com mais precisão”, finaliza Popper. Fonte e mais informações: (www.allin.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap