Aumenta o número de mulheres que sonham abrir seu próprio negócio

Pesquisa realizada com 9.000 mulheres em 15 países, incluindo 500 brasileiras, constatou que, globalmente, a maioria (72%) aspira abrir seus próprios negócios, sendo que 50% delas ainda não empreendem e 22% já têm um negócio, mas gostariam de abrir outro. Entre as brasileiras, o número de mulheres que sonham em se tornar empreendedoras é ainda maior, 73%.

Encomendado pela Herbalife Nutrition e conduzido pela OnePoll, o levantamento realizado entre 18 de março e 7 de abril de 2020 analisou os desafios que as mulheres enfrentam no local de trabalho e os objetivos delas em abrir seus próprios negócios. De acordo com os dados registrados, 63% das brasileiras têm como principal motivação para empreender a vontade de se tornar sua própria chefe. Outro fator motivador para 46% das entrevistadas é a possibilidde de ter mais flexibilidade em seu trabalho, já que 51% delas dizem ter adiado a ideia de ter filhos porque pensaram que isso afetaria negativamente sua carreira.

O dinheiro é apontado como um fator comum aos três principais desafios enfrentados por quem deseja iniciar um negócio. Ganhar dinheiro suficiente para compensar custos é algo que preocupa mais de 54% das brasileiras. Já 47% das entrevistadas se preocupam em ter orçamento suficiente para crescer, enquanto 36% pensam em como financiar seus negócios. No que diz respeito às áres de interesse, 25% desejam se dedicar ao ramo de alimentos e bebidas, 23% ao da beleza e 14% à moda.

A pesquisa revelou ainda que 70% das brasileiras gostariam de iniciar um negócio devido ao tratamento injusto em experiências anteriores em empresas. De acordo com o levantamento, há uma percepção de diferença de tratamento entre os gêneros: 37% das entrevistadas afirmaram acreditar não existir uma equiparação salarial com os homens e 34%, ter menos oportunidades de promoção. Além disso, 73% das brasileiras acreditam que as mulheres precisam trabalhar mais para ter as mesmas oportunidades que os homens e 79% estão comprometidas em ajudar a quebrar essa barreira empreendendo.

Mas isso não significa que elas esperam que o empreendedorismo seja tranquilo. 35% das mulheres que planejam empreender estão “muito preocupadas” com o fracasso de seus negócios atuais ou futuros nos próximos cinco anos. “Empreender nem sempre é um caminho fácil. Apesar disso, tem sido uma tendência global crescente há muitos anos e somos apaixonados por apoiá-la e incentivá-la. Para nós, é emocionante que a cada ano mais mulheres queiram iniciar seu próprio negócio”, comenta Jenny Hienrich, Vice-Presidente Sênior Global de Serviços e Operações para Consultores Independentes da Herbalife Nutrition.

Fontes: Onepoll e Herbalife Nutrition.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap