80 views 2 mins

Safra de grãos pode ser 8,4% menor que a de 2015

em Manchete
quinta-feira, 07 de julho de 2016

Arquivo/ABr

A região Centro-Oeste contínua com a maior produção percentual de cereais, leguminosas e oleaginosas (41,6% do total).

As projeções mensais que o IBGE faz para a safra brasileira de grãos deste ano continuam em queda e indicam que 2016 pode fechar com uma safra 8,4% menor do que a do ano passado, que foi de 209,4 milhões de toneladas. Os dados relativos a junho, apontam para uma produção total de cereais, leguminosas e oleaginosas de 191,8 milhões de toneladas, resultado que, se for confirmado, representaria 17,6 milhões de toneladas a menos que a safra recorde de 2015.
Nas projeções de maio, que já apontavam para uma safra menor este ano, a queda prevista era de 2,1%, o equivalente a 4 milhões de toneladas a menos. Os números da safra 2016, nas projeções de junho, indicam uma estimativa da área a ser colhida de 57,5 milhões de hectares, um recuo de 0,1% frente a 2015 (57,6 milhões de hectares).
Arroz, milho e soja são os três principais produtos da safra nacional de grãos e, somados, representaram 92,4% da estimativa da produção e 87,4% da área a ser colhida este ano. Em relação a 2015, houve crescimento de 2,8% nas projeções da área plantada de soja e redução de 1,2% na do milho e de 9,4% na de arroz.
Os dados de junho indicam que a produção será negativa para estes três produtos. A de milho, por exemplo, deverá fechar em queda de 18% em relação a produção do ano passado; a de arroz será menor em 12,2% e a da soja cairá 0,6%. A região Centro-Oeste contínua com a maior produção percentual de cereais, leguminosas e oleaginosas (41,6% do total), o equivalente a 79,9 milhões de toneladas; o Sul com 38,7% e 74,2 milhões de toneladas; o Sudeste com 10,3%, 19,7 milhões de toneladas; e o Nordeste com 6,1%, 11,7 milhões de toneladas (ABr).