66 views 2 mins

Prévia da inflação cai e é a menor para meses de junho desde 2013

em Manchete
terça-feira, 21 de junho de 2016

Divulgação

Houve retração nos preços da maioria dos grupos de produtos com destaque para Alimentação e Bebidas.

A inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), desacelerou de maio para junho, fechando em 0,4%, menos da metade do índice de maio (0,86%) e o menor IPCA-15 desde junho de 2013, quando foi de 0,38%. Os dados do IPCA-15 – uma prévia da inflação oficial do país para maio – foram divulgados ontem (21) pelo IBGE.
Com a desaceleração do indicador em relação a junho, o Índice de Preços ao Consumidor Ampliado Especial (IPCA-E) – que é o IPCA-15 acumulado por trimestre (no caso, abril, maio e junho), fechou em 1,78%, quase 1 ponto percentual (0,9%) abaixo da taxa de 2,68% de igual período de 2015. O resultado faz com que a taxa acumulada no primeiro semestre do ano seja de 4,62%, bem abaixo dos 6,28% do primeiro semestre do ano passado.
O IBGE ressalta, ainda, o fato de que, considerando os últimos 12 meses, o índice caiu 0,64 ponto percentual, para 8,98%. Nos doze meses encerrados em maio, a taxa era de 9,62%. Em junho de 2015, havia sido de 0,99%. A queda do IPCA-15 em junho reflete retração nos preços da maioria dos grupos de produtos e serviços com destaque para Saúde e Cuidados Pessoais (1,03%), Alimentação e Bebidas (0,35%) e Transportes, este último fechando com deflação (inflação negativa) de 0,69%.
Entre os nove grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA-15, em junho apenas três fecharam com elevação de preços em relação a maio: Habitação ( passou de 0,99% para 1,13%); Despesas Pessoais (de 0,81% para 0,89%); e Artigos de Residência (de 0,55% para 0,57%). A alta mais expressiva entre os três ficou com o grupo Habitação, onde o 1,13% de variação traz como destaque a alta da taxa de água e esgoto, que subiu 4,5% e representou o principal impacto individual no índice do mês (ABr).