Incentivo à indústria 4.0 com eliminação de imposto

José Cruz/ABr
  • Save

Ministro do MDIC, Marcos Jorge.

Em visita a Portugal, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Jorge, ressaltou ontem (28) a iniciativa brasileira de zerar as taxas de importação de robôs colaborativos, como incentivo ao incremento da chamada indústria 4.0. Ele participou do painel “Inovação e tecnologia como vetores de desenvolvimento”, no Rock in Rio Innovation Week, em Lisboa.
“Pagávamos 14% para importar robôs e agora, numa decisão da Câmara de Comércio Exterior, reduzimos esse imposto a zero. Não se paga mais nada para importar robôs colaborativos para trabalhar nas nossas indústrias”. Indústria 4.0 é o termo usado para designar a utilização da tecnologia digital no incremento à eficiência da cadeia produtiva. Marcos Jorge disse ainda que a expectativa brasileira é superar a previsão de 18% de empresas brasileiras utilizando o conceito de indústria 4.0, em 2030.
“Queremos induzir os 4% de empresas no Brasil que se utilizam desse conceito a replicarem isso para outros setores do tecido industrial brasileiro, para que possam evoluir, até 2030, mais rapidamente do que o previsto. Temos um estudo da própria Confederação Nacional da Indústria e a previsão é de irmos a 18% até 2030. Porém, nossa expectativa é que possamos acelerar a entrada desse conceito no chão de fábrica da indústria brasileira”.
Após o painel o ministro compareceu à premiação da Personalidade do Ano da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira, na capital portuguesa. A entidade, que celebrou 70 anos de existência, se dedica ao apoio ao desenvolvimento econômico e comercial entre Brasil e Portugal. Na tarde de ontem, Marcos Jorge foi à cidade de Évora, a cerca de 140 km de Lisboa, para visitar a fábrica da Embraer (ABr).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap