Barbosa diz que país precisa buscar superávit primário de 2% do PIB

Wilson Dias/ABr
  • Save

Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa.

O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse que o Brasil precisa buscar formas para atingir um superávit primário de cerca de 2% do PIB para manter a estabilidade fiscal. Barbosa participou do Seminário o Papel do Estado no Século 21. “O Brasil precisa convergir ao chamado resultado fiscal primário de cerca de 2% do PIB. Hoje, infelizmente, nós temos um déficit primário. Precisamos convergir para 2% do PIB para manter a estabilidade fiscal e condições normais de taxa de juros e taxas de crescimento”, disse.
A forma para atingir o resultado, de 2% do PIB, precisa passar por uma reflexão sobre as escolhas da sociedade e quais serviços e atividades o Estado deve prover e como devem ser financiadas. “Então, o debate do ajuste fiscal, influencia sim o debate do papel do Estado, mas é apenas uma parte do debate do papel do Estado. O debate fundamental no Brasil e em outras democracias avançadas hoje é qual deve ser o papel do Estado nessa sociedade do século 21”, disse.
Nelson Barbosa afirmou que existe a percepção de que o Estado deve promover o desenvolvimento econômico, consistente com a estabilidade fiscal e a inflação. Além disso, destacou a importância do Estado na redução de desigualdades e a promoção do bem-estar social. Segundo ele, é preciso avançar mais com a melhoria na oferta de serviços públicos universais de qualidade, como educação, saúde, segurança e transporte público, em um grande esforço de articulação federativa, com o envolvimento de governadores, prefeitos e da União. Na sua opinião, é preciso aumentar a taxa de investimento da economia em infraestrutura e educação de qualidade (ABr).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap