5 tecnologias de inteligência artificial que já beneficiam os brasileiros

A Inteligência Artificial, ou AI, sigla americana para “Artificial Intelligence” já é uma realidade para todos. Seja através de celulares, computadores ou até mesmo eletrodomésticos, caixas de som e robôs, a inteligência artificial chegou em todos os lugares e a cada dia ocupa posições mais importantes na sociedade, sendo de grande importância para a saúde, comunicação, clima, previsão de tragédias, estatísticas ou até relacionamentos e marketing.

As maravilhas tecnológicas atuais parecem ter saído de filmes de ficção científica, mas não! Elas são reais e podem auxiliar — e muito em afazeres diários. Inteligência Artificial é o ramo das ciências da computação que se encarrega das pesquisas que visam desenvolver dispositivos e sistemas capazes de resolver problemas e auxiliar pessoas em diversos tipos de tarefas.

Para que isso seja possível são desenvolvidos programas que simulam a cognição humana em diversas perspectivas a partir de dados, com essa abordagem, aplicações tentam simular as sinapses das conexões humanas para atuar em diversas funções. Veja cinco setores que a Inteligência Artificial já pode realizar para facilitar sua vida:

  1. – Na saúde – A inteligência artificial na área da saúde permite melhor gestão de leitos, por exemplo, já que consegue atualizar dados instantaneamente e examinar variáveis para calcular a necessidade de sistematizar ou requerer mais unidades. Isso permite agir com antecedência para evitar um colapso na rede hospitalar.

Além disso, é usada para interpretar exames, investigar diagnósticos e buscar casos semelhantes e pesquisas em todo o mundo. Startups de health tech como Alice e Sami utilizam inteligência artificial para melhorar a experiência dos usuários.

  1. – Na Justiça – De acordo com pesquisa divulgada pelo Conselho Nacional de Justiça, houve um aumento de 171% em relação ao número de projetos de inteligência artificial no judiciário nacional. As ferramentas de inteligência artificial são usadas pelos tribunais para aumentar a produtividade e reduzir os custos dos serviços judiciários oferecidos à população.

Segundo a pesquisa, os tribunais federais apresentaram a maior média de projetos por tribunal (2,8). Em seguida aparecem os tribunais estaduais, que apresentaram média de 2,7. Entre os exemplos de ferramentas de inteligência artificial que foram identificadas estão o Janus, solução usada pelo TRE-BA para automatizar tarefas repetitivas e agilizar o julgamento de registros de candidaturas e prestações de contas eleitorais.

O sistema classifica processos e identifica pareceres equivalentes para compor uma decisão. No TJ-BA, a assistente virtual (chatbot) chamada Sofia realiza a triagem automática de processos dos juizados especiais. O levantamento faz parte do Programa Justiça 4.0 do CNJ, que promove ações para acelerar a transformação digital da Justiça em todo o país. A inteligência artificial também é utilizada para solucionar crimes, monitorar criminosos e rastrear veículos furtados.

  1. – Agricultura – Na Agricultura os algoritmos já são usados para o controle do uso de sementes e para monitorar a lavoura, a previsão de tempo e o clima. Em Santa Catarina, por exemplo, existem iniciativas que usam a inteligência artificial para criar projeções das safras de milho de maneira diária, considerando possíveis estiagens que possam atingir o Estado.

No ano passado, o tempo seco causou prejuízos nas safras de milho em mais de
R$ 4 bilhões, segundo o Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC). Pesquisadores têm desempenhado um trabalho de muitos anos para colher dados que possam evitar estes prejuízos e os avanços no setor são consideráveis.

Empresas brasileiras de Arroz, Trigo, Feijão, Café e outros produtos tem investido dezenas de milhares de reais em inteligência artificial. De acordo com a pesquisa Gartner CIO and Technology Executive Survey 2022, da consultoria global Gartner, 48% dos empresários do setor já implantaram ou planejam implantar mecanismos de IA e aprendizado de máquina nos próximos 12 meses.

  1. – No Marketing de Conteúdo – Na era digital, com a crescente e interminável demanda de novas mídias a cada momento, a presença digital é indispensável para negócios que buscam ser bem sucedidos. Não importa se você é médico, professor de inglês ou estilista, se quer desenvolver seu negócio é preciso estar na internet e essa tarefa pode ser muito complicada para quem não tem tantas habilidades em criar textos e editar imagens ou tempo o suficiente para criar estes conteúdos.

Para solucionar isso, a startup brasileira Manycontent criou um sistema de inteligência artificial único que é considerado inovador a nível internacional. A inteligência colhe dados sobre um determinado negócio ou criador de conteúdo através de uma pesquisa inicial e entrega conteúdos em imagens e textos com potencial de engajamento para as redes sociais.

O trabalho é adaptável para diversos tipos de negócios e tem sido muito usado por pequenas e médias empresas, criadores de conteúdo, startups e profissionais como advogados, médicos e arquitetos que buscam uma melhor performance nas redes sociais mas precisam de ajuda para criar os conteúdos.

Tudo que é produzido pela inteligência artificial pode ser aprovado ou negado pelo usuário, incluindo também a possibilidade de edição. Todo o processo se transforma em dados que buscam melhorar a experiência personalizada a cada projeto.

  1. – Na educação – A cada dia a educação ganha novos aliados no Brasil e no mundo. O formato antigo como os professores entregam o conteúdo necessário para formação de alunos não produz mais os resultados esperados e é preciso uma constante atualização envolvendo tecnologia. Essa interação está sendo aprimorada pela inteligência artificial e é uma grande ferramenta em benefício do professor e dos alunos.

Em sistemas de ensino, a tecnologia atua como um professor virtual, atendendo os alunos 24 horas por dia. Está disponível para consulta a qualquer momento e proporciona uma educação personalizada e de qualidade. A implementação da inteligência artificial em um sistema de ensino pode melhorar os resultados, tornar os processos mais ágeis e ajudar a reduzir as despesas operacionais.

Além dessas vantagens, a experiência do usuário também foi aprimorada, tornando os dados mais acessíveis e corretos. Os relatórios gerados estão mais próximos da realidade, ajudando a criar insights para melhorar o processo final e beneficiar a sociedade com a formação de profissionais bem treinados para atuar em diferentes áreas do país. – Fonte e outras observações, acesse: (https://www.nexxtpr.com/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap