EUA: programa de imigração pode beneficiar brasileiros empreendedores

O governo americano acaba de anunciar que irá retomar um programa que visa atrair empresários e empreendedores estrangeiros ao país. Conhecido como “International Entrepreneurs Parole”, o programa foi criado ainda no governo Obama, mas foi cancelado durante a administração de Donald Trump devido a política “America First”, em que cidadãos americanos deveriam ter preferência em contratações ou abertura de novos negócios nos Estados Unidos do que pessoas vindas de outros países.

Com o programa de incentivo novamente ativo, donos de startups e empreendedores estrangeiros em geral poderão receber uma autorização para morar e levar seus negócios legalmente para a América por um período de até 5 anos, desde que se qualifiquem dentro das regras estabelecidas pelo Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS).

Caso a solicitação seja aprovada, o direito à permanência temporária nos EUA também se aplica a cônjuges e filhos menores de 18 anos do empreendedor estrangeiro beneficiado. Mais detalhes sobre as regras do programa serão anunciados nas próximas semanas pelas autoridades americanas responsáveis.

“A notícia do retorno ao incentivo foi recebida com otimismo por parte do mercado de trabalho dos Estados Unidos. Historicamente, os EUA são um país que sempre contou com a chegada de empreendedores trazendo suas habilidades únicas e diversidades culturais, criando empregos e trazendo contribuições consideráveis para negócios, tecnologia e desenvolvimento econômico e social da América” – declarou Rodrigo Costa, especialista em investimentos e mercado de trabalho americano.

Assim como acontece com todos os demais benefícios de vistos ou imigração, cada solicitação será analisada individualmente pelas autoridades imigratórias americanas, sendo considerado como fator principal a capacidade do empresário estrangeiro em ampliar a quantidade de pessoas no mercado de trabalho americano (ao menos 10 novos empregos devem ser gerados) e sua contribuição para o desenvolvimento da economia dos Estados Unidos, atraindo pelo menos US$250 mil em capital.

No caso de startups é fundamental que a empresa tenha sido criada no máximo dentro dos últimos 5 anos. A reativação do International Entrepreneurs Parole também é uma excelente notícia para empresários brasileiros. “A internacionalização dos negócios é um caminho buscado por muitas empresas brasileiras para enfrentar a crise econômica do Brasil. Além disso, a excessiva carga tributária aliada a uma antiquada lei trabalhista e a instabilidade política e econômica do Brasil incentivam cada vez mais o êxodo de empresários e empreendedores brasileiros para o exterior.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, de todos os brasileiros que empreendem no exterior, 45% estão nos EUA, somando mais de 9 mil empresários, especialmente na região da Flórida, e a tendência é que este número se intensifique nos próximos anos” – ressaltou Rodrigo Costa, que também é CEO da AG Immigration, companhia americana especializada em vistos e green cards para os EUA.

Todas as estatísticas reforçam que a presença de empresários estrangeiros é vital para a economia americana. Uma pesquisa do National Bureau of Economic Research, de 2016, indica que cerca de 25% dos novos negócios nos EUA são criados por empreendedores de outros países. E 40% das novas empresas têm ao menos um imigrante envolvido na sua fundação ou gerência. Além disso, das empresas da lista Fortune 500 de 2017, quase metade foi fundada por imigrantes ou seus filhos. Fonte e outras informações: (https://agimmigration.law/).

One thought on “EUA: programa de imigração pode beneficiar brasileiros empreendedores

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap