5 dicas para os pequenos empreendedores gerenciarem melhor os negócios

Em 2020, todas as empresas entenderam a necessidade de conhecer melhor o seu negócio e planejar seus gastos para se manterem ativas. No entanto, foram os pequenos estabelecimentos que mais sofreram com os impactos da pandemia e, nesse sentido, tiveram que colocar em prática novas soluções para evitar a falência ou uma perda ainda maior de faturamento.

Pensando nisso, a BizCapital, fintech que concede empréstimo online para micro e pequenas empresas, preparou uma lista de dicas que podem ajudar a manter a saúde financeira das PMEs durante a crise, afinal, 50% dos pequenos negócios estão otimistas e enxergam boas oportunidades neste período de retomada, de acordo com pesquisa realizada pela fintech.

“2020 está sendo um ano de muitos desafios para os empreendedores, que aprenderam na raça como controlar a empresa, saber o que cortar e como lidar com a grande perda de receita que sofreram. É importante conhecer bem o modelo de negócios e ter todas as contas organizadas, isso ajuda a enfrentar esses momentos delicados com mais facilidade”, analisa Francisco Ferreira, sócio-fundador da BizCapital. Veja as dicas da fintech:

. Faça o planejamento estratégico financeiro: é fundamental para todas as empresas, independentemente do porte ou segmento. Ele ajuda nas tomadas de decisão do dia a dia e principalmente, em relação ao futuro. Para saber qual é o faturamento do seu negócio, bem como o lucro e o total de despesas, o empreendedor precisa fazer um controle adequado e minucioso dos registros financeiros, como entradas e saídas e etc.

. Administre o fluxo de caixa: dinheiro em caixa é sempre importante, principalmente para as despesas do dia a dia. Esse dinheiro mantém a empresa funcionando e sem dores de cabeça. O empreendedor precisa ficar atento ao quanto está gastando e se não há formas de reduzir despesas. Quando ele se organiza e consegue deixar um valor reservado, é possível garantir um respiro em um momento de urgência ou uma crise inesperada.

. Não fique inadimplente: não honrar os compromissos é a pior alternativa. Quanto mais o empreendedor conhece sobre a sua empresa, mais chance ele tem de tomar decisões acertadas, que não levem ao prejuízo ou inadimplência. Pequenos passos são sempre importantes. Dessa forma, é sempre uma boa hora cortar gastos desnecessários e renegociar contratos com fornecedores e parceiros. Por isso, evite contrair dívidas que não sejam essenciais, de fato.

. Organize e controle as contas: pensar na saúde financeira do negócio é muito importante, principalmente em tempos de crise. É muito importante ter tudo relacionado à empresa de maneira organizada. Assim, é possível saber o momento certo de apertar o freio ou investir em um novo projeto, por exemplo. Muitas pessoas ainda estão cautelosas sobre restabelecerem suas rotinas. Ainda é preciso ter controle, porque as receitas continuarão menores por um tempo.

. Separe as contas pessoais das corporativas: um erro muito comum em pequenas empresas é unir os gastos pessoais (familiares) com as contas relacionadas ao negócio. Isso faz com que não haja controle do caixa e nem mesmo dos valores que entram e que saem.

“Uma empresa sem uma boa gestão financeira pode gastar recursos em ações que provavelmente vão resultar em prejuízos. Por outro lado, se possuir uma boa gestão, consegue ter o domínio dos seus ativos e passivos. Sempre falamos aqui sobre a importância de conhecer bem os números do seu negócio”, finaliza Francisco. Fonte e mais infoirmações: (https://bizcapital.com.br/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap