Lazer e Cultura 26 a 28/09/2015

Solidão

Elenco da peça “Fando e Lis”.
  • Save

“Fando e Lis” apresenta o mundo em que o valor das relações, a delicadeza e a gentileza, estão cada vez mais deteriorados, o virtual forma criaturas de hábitos solitários. Em um tempo pós-apocalíptico, pós-virtual, pós-humano sobram, apenas dois seres, sem rótulos, sem gêneros, dois seres solitários vagando em um mundo que já terminou, eles continuam sempre, não param nunca se agarrando a uma esperança que inventaram para poder continuar, para atenuar a solidão desse mundo com poucos diálogos e sons. Com Gisa Guttervil, Lorena Garrido, Luciano Sevla, Marilia Adamy e Billy Eustáquio.

Serviço: Espaço Parlapatões, Praça Franklin Roosevelt, 158, Centro, tel. 3258-4449. Sextas às 23h59. Ingresso: R$ 40. Até 02/10.

REFLEXÃO

EM SILÊNCIO…
Em silêncio, o dia espera que a noite se vá para anunciar a alvorada.
Em silêncio, a fonte que teve as águas agredidas com dejetos, espera a sujeira baixar para seguir servindo sempre.
Em silêncio, a árvore podada espera a recuperação dos galhos para continuar oferecendo seus frutos.
Em silêncio, as células do corpo humano se renovam a cada dia, garantindo a existência das criaturas.
Cultiva também o silêncio, ante os laces difíceis da jornada no mundo.
Age no Bem e entrega os resultados a Deus, que nos garantirá sempre o melhor.
Hoje, talvez a dificuldade te bata a porta.
Em silêncio, porém, ela também partirá, deixando as bênçãos da lição que te felicitará depois.
Livro “A Mensagem do Dia” – de Scheilla por Clayton Levy.

Banda Skillet

A banda já concorreu em duas oportunidades ao Grammy Awards.
  • Save

Considerado um dos novos fenômenos do rock mundial, o Skillet apresenta “Rise tour”. Banda retorna ao país para shows em cinco capitais. Com 19 anos de carreira, o Skillet ficou mundialmente conhecido após seu penúltimo álbum “Awake” tornar-se apenas um dos três álbuns de rock a conquistar disco de platina em 2012 e gerar quatro singles de sucesso, incluindo os de platina “Awake & Alive” e “Monster”. Com John Cooper (vocal/baixo), Seth Morrison (guitarrista), Korey Cooper (guitarra/teclado), Jen Ledger (bateria), Jonathan Chu (violino) e Tate Olsen (violoncelo)

Serviço: Carioca Club, R. Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros. Sábado (24/10) a partir das 18h. Ingresso: R$ 130.

A maior aventura é se apaixonar

O espetáculo “Amor”, que comemora os 15 anos de existência do Grupo Gattu tem dramaturgia e direção de Eloísa Vitz, a montagem, ambientada anos 20, narra o encontro de oito divertidos passageiros de um navio. Eles viajam a Paris para tentar realizar seus sonhos. Durante a jornada, descobrem que a maior aventura que poderiam viver é se apaixonar. O elenco conta com a participação de Vitz, Miriam Jardim, Daniel Gonzales, Laura Vidotto, Fabio Gonzales, Mariana Fidelis, Victor Delboni e Lilian Peres.

Serviço: Teatro do Sol, R. Abel de Araújo, 413, Santa Teresinha, tel. 3791-2023. De quintas e sábados, às 21h, sextas, às 21h30 e domingos, às 20h. Entrada franca. Até 29/11

“Consertando Frank”

A peça chama a atenção pasra os perigos da "manipulação".
  • Save

A peça “Consertando Frank” conta a estória do repórter “free lancer” Frank Johnston, que, persuadido pelo psicólogo e ativista gay Jonathan Baldwin, com quem mantém uma relação amorosa, disfarça-se como paciente para conseguir a matéria jornalística de sua vida: destruir a reputação do Dr. Arthur Apsey, psicoterapeuta que desenvolveu um método de reversão da homossexualidade. Entretanto, o plano começa a dar errado quando o poder de persuasão e argumentação do Dr. Apsey acaba seduzindo Frank e colocando suas convicções em cheque. Ao descobrir a verdadeira intenção das visitas do jornalista ao seu consultório, Apsey propõe a ele passar pelo mesmo processo de “cura”, a fim de dar mais veracidade à sua reportagem. Na medida em que Frank caminha na corda bamba entre o papel de repórter e o de paciente, ele mesmo torna-se objeto da manipulação dos dois terapeutas à sua volta. Com, Chico Carvalho, Henrique Schafer e Rubens Caribé.

Serviço: Teatro Eva Herz, (Dentro do Conjunto Nacional), Av. Paulista, 2.073, Paulista, tel. 3170-4059. Terças, às 21h. Ingresso: R$ 50. Até 13/10.

Dança

A convergência de pesquisa e o interesse poético entre a Cia. Oito Nova Dança, dirigida por Lu Favoreto, e da Cia. Livre, dirigida por Cibele Forjaz, provocou a troca e o aprofundamento de uma investigação cênico-poética, que parte de uma pesquisa etnográfica sobre as cosmologias ameríndias (com orientação dos antropólogos Renato Sztutman, Pedro Cesarino e Valeria Macedo) e tenta reler o conceito de perspectivismo ameríndio como procedimento criativo. Borrando as fronteiras entre as diferentes linguagens artísticas, as “deglutições cênicas” apresentam coerência diante de uma perspectiva antropofágica, que compreende o corpo como matéria fundamental da criação.

Serviço: Sesc Ipiranga, R. Bom Pastor 822, Ipiranga, tel. 3340-2000. Sábados, às 19h30. Entrada franca. Até 7/11.


Espetáculo “Fris Som”

A bailarina e percussionista Bruna Piccazio explora a relação entre a música e a dança no espetáculo “Fris Som”. Completamente concebida pela dançarina, a coreografia é composta por cenas curtas, inspiradas em pesquisas sobre personagens populares. “Fris Son”, de Bruna Piccazio. Completamente concebida pela dançarina, a coreografia é composta por cenas curtas, inspiradas em pesquisas sobre personagens populares. Para ajudar a romper as barreiras entre essas linguagens artísticas, a artista criou roupas sonoras, como uma luva de chaves e uma saia com sementes de seringueira. Esses figurinos transformam os sons e os movimentos em uma só manifestação poética.

Serviço: Complexo Cultural Funarte, Al. Nothmann, 1058, Campos Elíseos. De quarta a sábado, às 20h. Entrada franca. Até 2/10.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap