Lazer e Cultura 04/08/2016

“As Siamesas”

“As Siamesas - Talvez eu Desmaie no Fronte”.
  • Save

A montagem de “As Siamesas” narra o drama de duas irmãs gêmeas, Soraia e Carmen, que, embora tenham nascido grudadas, pertencem a diferentes etnias

Elas dividem a mesma coluna vertebral, mas pensam de maneira completamente diferente e precisam negociar suas vontades. Como essas duas etnias estão em guerra em um país fictício, a Molvânia, as irmãs se escondem na casa de um “coyote”, um agenciador que ajuda pessoas a atravessar as fronteiras. A trama é inspirada um uma notícia real sobre as irmãs Daisy e Violet Hilton, que nasceram em 1908, unidas pela pelve e circulação sanguínea. Os pais as treinaram, sob rígido controle, para o canto e a dança, e chegaram até a abusá-las fisicamente. No entanto, elas terminaram como caixas de um supermercado.Foram encontradas mortas, ainda unidas, em sua casa, em 1969, vítimas da Gripe de Hong Kong. Segundo a perícia médica, uma delas morreu três dias depois da outra. Já a nação fictícia da peça é inspirada no livro “Molvânia, um país intocado pela odontologia moderna”, de Santo Cilauro, Tom Gleisner e Rob Sitch.

Serviço: Centro Compartilhado de Criação, R. James Holland, 57, Barra Funda. De quinta a sábado às 21h e domingos às 20h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Até 14/08.

REFLEXÃO

NA CONQUISTA DA LIBERDADE
“Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade, porém, não useis da liberdade para dar ocasião à carne, antes, servos uns dos outros pelo amor”. – Paulo. (Gálatas, 5:13.)
A mente humana, antes do contato com o Cristo, O Divino Libertador, padecia milenares algemas de servidão.
Era o cativeiro da violência, convertendo o mundo em arena de senhores e escravos…
Era o grilhão implacável do ódio garantindo impunidade aos crimes de raça…
Era a treva da ignorância aprisionando a inteligência nas teias do vício dourado…
Era a obsessão da guerra permanente, encarcerando os povos em torrentes de sangue e lama…
Cristo veio, porém, e conquistando a libertação espiritual do mundo, a preço de sacrifício, descerra novos horizontes à Humanidade.
Da Manjedoura à Cruz, movimenta-se o Amigo Divino, reintegrando o homem na posse da simplicidade, do equilíbrio, da esperança, da alegria e da vida eterna que constituem fatores essenciais da justa libertação do espírito.
Devemos, pois, ao Senhor, a felicidade de nossa gradativa independência, para a imortalidade; entretanto, para atingir a glória divina a que estamos destinados, é preciso saibamos renunciar conscientemente à nossa própria emancipação, sustentando-nos no serviço espontâneo em favor dos outros, porquanto somente através da nossa voluntária rendição ao dever, por amor aos nossos próprios deveres, é que realmente alcançaremos a auréola da liberdade vitoriosa.

Livro Palavras de Vida Eterna – F.C. Xavier

Ben Jor

BNegão
  • Save

Show comemora 40 anos do disco ‘África Brasil’ de Jorge Ben Jor. As apresentações contam com um time peso-pesado: no sábado, o show acontece às 21h e é comandado por BNegão, Russo Passapusso (Baianasystem), Xênia França (Aláfia) e Nayra Costa; no domingo, às 18h, Jorge Dü Peixe (Nação Zumbi) assume o comando ao lado de Russo, Xênia e Nayra.

Serviço: Sesc Pinheiros, R. Paes Leme, 195, Pinheiros, tel. 3095-9400. Sábado (6) às 21h e domingo (7) às 18h. Ingressos: R$ 40.

Estreia

Terceira montagem do Núcleo de Criação Isso Não É Um Grupo, NEVA, texto do premiado dramaturgo chileno Guillermo Calderón, tem estreia dia 13 de agosto. No inverno de 1905, em São Petesburgo, a atriz Olga Knipper, primeira atriz do Teatro de Arte de Moscou, fundado por Stanislavski, vive o luto da morte de seu marido, o dramaturgo Anton Tchekhov e recebe a ajuda dos atores Masha e Aleko para prosseguir o ensaio da peça “O Jardim das Cerejeiras“, último texto escrito pelo esposo. Eles aguardam a chegada dos outros atores da companhia na sala de um teatro, enquanto do lado de fora está acontecendo o Domingo Sangrento, massacre em que boa parte dos manifestantes foi cruelmente assassinada pela guarda do Czar.Os atores darão vida aos personagens de NEVA em um espaço reduzido. O público ficará próximo à área cênica, disposto em duas arquibancadas frente a frente. Essa escolha contradiz a situação do texto, em que os três atores estão sozinhos dentro do teatro. Com Ernani Sanchez, Flávia Melman e Michelle Gonçalves.

Serviço: Centro Cultural São Paulo, R. Vergueiro, 1000, Vergueiro, tel. 3397-4002. Sextas e sábados, às 21h e domingos, às 20h. Ingresso: R$ 20. Até 4/9.

Infantil

“Vou Eu”, com a atriz Thais Pimpão.
  • Save

“Vou Eu” é um espetáculo que narra o inusitado encontro entre uma Joaninha que pousa numa menina que já sabe ler. A partir deste acaso elas trocam suas inquietações sobre memórias, perdas, aprendizagens, afetos, brinquedos, origens e universalidades. No espetáculo a Joaninha e a menina Laila falam e cantam seus percursos, trazendo à tona ideias, ações e pensamentos que fazem parte do universo das crianças no seu caminho de crescimento.

Serviço: Livraria NoveSete, R. França Pinto, 97, Vila Mariana, tel. 5573-7889. Sábado (6) às 16h. Entrada franca.

Papai

O espetáculo “Papai em apuros” é dedicado ao dia dos pais, as crianças irão conhecer a Bia, uma menina que queria que seu pai tivesse mais tempo livre para ela. Com a ajuda das crianças, Bia vai passar por grandes aventuras e descobrir que o verdadeiro amor não depende de quanto tempo passamos juntos, mas sim, da intensidade. Uma peça que pretende unir ainda mais as famílias e comemorar este dia tão especial!

Serviço: Iguatemi São Paulo, Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232, Jardim Paulistano, tel. 3048-7305. Domingo (14) às 14h, 16h e 18h. Entrada franca.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap