Geral 03/06/2016

Alemanha reconhece genocídio armênio e abre crise com turcos

Armênios são deportados por turco-otomanos em abril de 1915, durante a I Grande Guerra.
  • Save

O Parlamento da Alemanha aprovou ontem (2) uma moção em que reconhece a morte de cristãos armênios pelo Império Otomano durante a Primeira Guerra Mundial como um “genocídio”

A moção, que foi apresentada pelo bloco conservador liderado pela chanceler Angela Merkel, passou com a aprovação de quase todos os parlamentares – só houve um voto contra e uma abstenção.
A decisão causou indignação no governo de Ancara, que convocou seu embaixador em Berlim em sinal de protesto. O presidente da Turquia, Recep Tayyp Erdogan, que está em viagem diplomática na Quênia, afirmou que a decisão “terá um impacto muito sério nas relações entre a Turquia e a Alemanha”. Segundo o mandatário, convocar o embaixador foi “o primeiro passo”, visto que pretende tomar outras medidas contra o país.
O premier turco, Binali Yildrim, também alçou o tom e disse que a aprovação foi um “erro histórico” dos alemães. O temor da comunidade internacional é que essa moção aprofunde ainda mais a crise imigratória no continente, já que a Turquia abriga mais de dois milhões de refugiados que poderiam ir para a Europa em busca de uma nova vida. Por sua vez, Merkel defendeu a aprovação e reforçou que a relação com os turcos não mudará por causa disso.
Essa não é a primeira vez que a Turquia convoca o embaixador por causa dessa questão. Em 2014, a crise foi com o Vaticano. O papa Francisco, ao celebrar a missa pelos 100 anos do “martírio armênio”, classificou a morte dos cristãos como um “genocídio”. Ancara se nega a aceitar que a morte de mais de 1,5 milhão de pessoas – essencialmente cristãos armênios, mas também católicos sírios e ortodoxos, assírios, caldeus e gregos – seja um “genocídio”.
Porém, o governo reconhece os crimes como um “massacre” por causa da repressão contra a população que colaborava com a Rússia dos czares. O termo “genocídio armênio” foi reconhecido em 1985 pela subcomissão de Direitos Humanos das Nações Unidas e, dois anos depois, foi também reconhecido pelo Parlamento Europeu – que ratificou uma resolução sobre o tema em 2014. Ao todo, 21 países reconhecem o termo “genocídio” para a morte dos armênios, incluindo a Itália (ANSA).

Balões oferecem danos incalculáveis à natureza

O balão provoca prejuízos às pessoas e também ao meio ambiente, à natureza.
  • Save

Com as festas de São João, durante o mês de Junho, o risco de incêndios provocados por balões aumenta consideravelmente. Estima-se até 30% a mais de casos nessa época do ano.
“São inúmeros os danos que a queda de um balão pode provocar. De incêndios de grandes proporções em áreas urbanas a queimadas em áreas verdes de difícil combate, o fogo acaba provocando prejuízos incalculáveis às pessoas e também ao meio ambiente, à natureza”, diz o Biólogo Giuseppe Puorto, membro do CRBio-01 Conselho Regional de Biologia – 1ª Região (SP, MT e MS).
De acordo com o Biólogo, as queimadas destroem a fauna e a flora nativas, causam empobrecimento do solo e reduzem a penetração de água no subsolo, entre outros danos ao meio ambiente. “Além da destruição que o incêndio provoca de imediato, o local atingido pelo fogo acaba sofrendo com outras sérias consequências. O desaparecimento de determinadas espécies, animal ou vegetal, pode acabar desencadeando outros problemas, ameaçando seriamente a nossa biodiversidade”, alerta Puorto.
Proibida desde 1998, a prática de soltar balões é considerada crime ambiental, com pena de até três anos de detenção e pagamento de multa. “No entanto, só a lei não inibe a ação dos baloeiros. Por isso, é importante maior rigor no combate à prática, principalmente por meio de denúncias, até mesmo em casos apenas de suspeita”, defende o Biólogo. As denúncias podem ser feitas anonimamente ao Corpo de Bombeiros, às prefeituras, às secretarias estaduais do Meio Ambiente e também ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).
Embora esses números não estejam relacionados exatamente à queda de balões, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Brasil teve um aumento de 27,5% no número de queimadas, em 2015. No ano passado, foram detectados por satélites 235 mil pontos de calor, ante 184 mil de 2014. Mato Grosso, um dos estados da jurisdição do CRBio-01, ocupa a terceira posição da lista, ficando atrás do Pará e do Maranhão, com 32.984 focos de incêndio registrados em 2015. Mato Grosso do Sul aparece na 12ª posição, com 5.304 focos de incêndio registrados, e São Paulo na 17ª posição, com 1.984 registros (CRBio).

Governo pagou R$ 106 milhões em precatórios

O Governo do Estado de São Paulo liberou na última nesta terça-feira (31), R$ 106 milhões para pagamento de obrigações de pequenos valores (OPVs), beneficiando 14.203 credores. OPVs são títulos com valores até R$ 26.736,04 – para o ano corrente de 2016. Apenas nos cinco primeiros meses de 2016, o Estado já quitou R$ 1,2 bilhão entre precatórios e obrigações de pequenos valores.
Em precatórios, o valor repassado ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), órgão responsável pelo pagamento dessas dívidas do Estado, neste início de ano, foi da ordem de R$ 878 milhões; que equivale ao percentual exigido constitucionalmente de 1,5% da Receita Corrente Líquida. Já para as OPVs, que são títulos com prazo máximo de pagamento de 90 dias a partir das determinações judiciais, improrrogáveis, o valor já quitado é de mais de R$ 397 milhões, que atendeu 12.603 requisições, beneficiando 50,4 mil credores (sp.gov.br).

Brasil se mantém em 7º no ranking da Fifa

A Fifa divulgou seu tradicional ranking de seleções ontem (2) e a Itália melhorou três posições, aparecendo na 12ª colocação. A Argentina continua liderando com folga a classificação, seguida por Bélgica e por Colômbia. Já a equipe brasileira continua na 7ª colocação, atrás de Alemanha, Chile e Espanha. Entre os 20 melhores times do mundo, maior avanço foi da França, que deixou a 21ª posição para a 17ª colocação. Confira a lista das 10 melhores seleções do mundo: 1. Argentina (1503 pontos); 2. Bélgica (1384); 3. Colômbia (1328); 4. Alemanha (1310); 5. Chile (1293); 6. Espanha (1267); 7. Brasil (1257); 8. Portugal (1181); 9. Uruguai (1150); 10. Áustria (1077) (ANSA).

Impeachment: Padilha preocupado com reversão de votos

Ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.
  • Save

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse ontem (2) que o cenário relativo à votação, no Senado, do impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff só será definido nos momentos finais do julgamento. Nesse sentido, afirmou o ministro, o governo tem “muita preocupação” com o risco de alguns votos de senadores serem revertidos contrariamente à atual administração­.
“Quando se pensa em tempo para uma votação desse porte, uma hora antes da votação é quase uma eternidade. Estamos mais ou menos a 60 dias da votação. Portanto, vamos ouvir ainda muitas manifestações que, em tese, não esperávamos que acontecesse”, disse Padilha, após a cerimônia de posse do ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Torquato Jardim.
“Portanto, preocupa, sim. Muita preocupação. Agora este é o placar que nós só vamos conhecer 24 horas antes. Eu falei que na Câmara seriam 368 voos, e deu 367. Falei que no Senado seriam 55, e deu 55. Mas isso a gente diz 24 horas antes. Tem muitas variáveis que ainda estão sendo consideradas”, acrescentou Padilha. Segundo o ministro, a premissa maior é a vontade da sociedade brasileira. “Eu tenho certeza de que o Congresso vai retratar isso”, disse ele, ao admitir que, para obter essa vitória, “o governo terá de fazer sua parte” (ABr).

Misericórdia não é Photoshop, diz papa

A misericórdia não faz Photoshop, na realidade, promove uma mudança no coração e não na aparência, defendeu o papa Francisco ontem (2). Segundo o líder religioso, a “misericórdia não nos maquia por fora com cara de bons, não faz “photoshop”. Mas com os fios de nossas misérias e pecados, entrelaçados com o amor do Pai, nos tece de tal maneira que a nossa alma se renova, recuperando a sua verdadeira imagem, a de Jesus”.
A declaração foi feita pelo religioso na Basílica de Santa Maria Maior, no Vaticano, aos religiosos reunidos hoje em ocasião do Jubileu dos Sacerdotes. O Pontífice também ressaltou que “Deus não se cansa de perdoar, mesmo quando vê que a sua graça não consegue criar raízes fortes no terreno do nosso coração, que é caminho duro, agreste e pedregoso. Ele volta a semear a sua misericórdia e o seu perdão. O nosso coração se torna ‘misericordiado’ e misericordioso” (ANSA).

JORNAL CRIA POLÊMICA AO LISTAR ‘SELEÇÃO BRASILEIRA IDEAL’

Gilmar, Djalma Santos, Thiago Silva, Roberto Carlos, Garrincha, Falcão, Didi, Vavá, Ronaldo, Zico e Pelé. Para o jornal italiano “Corriere della Sera”, esta é a melhor seleção brasileira de todos os tempos.
A lista divulgada pelos italianos causou muita polêmica por colocar entre os escolhidos o zagueiro Thiago Silva – que jogou entre os anos de 2009 e 2012 no Milan – e atualmente está no Paris Saint-Germain e o ex-lateral-direito Roberto Carlos ao invés de Carlos Alberto, o capitão do tricampeonato de 1970.
Para o periódico, a escolha pela lateral foi uma das mais “dolorosas”, já que segundo a própria edição, “para os leitores com mais de 50 anos, será difícil aceitar a nossa decisão”.
Como forma de se “redimir”, o jornal citou jogadores que poderiam fazer parte de uma “segunda” melhor seleção brasileira, mas sem respeitar a ordem de posicionamento. Entre esses nomes estão Gerson, Tostão, Sócrates, Dunga, Rivelino, Romário, Ronaldinho, Kaká e Neymar (ANSA).

 
 
 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap