Geral 01/11/2016

ENEM: candidatos erram mais nas provas de matemática, física e química

Professores aconselham estudantes pesquisarem os conteúdos de matemática que mais têm caído nas provas do Enem.
  • Save

As disciplinas da área de exatas são as vilãs para muitos estudantes nas provas do Enem, como mostra um levantamento sobre erros e acertos

Foi nas provas de matemática, física e química que os candidatos mais erraram questões entre os anos de 2009 e 2014. O levantamento foi feito pela plataforma AppProva a partir da análise de microdados do exame e o objetivo é auxiliar professores e estudantes para aprimorarem o desempenho nas provas.
A taxa de acertos nestas três disciplinas foram as menores no período analisado. Em matemática, o índice de acerto foi de 29%. Tanto em química quanto em física, de 26%. Levando em conta apenas o exame de 2014, a taxa de acerto em química foi de 27% e em matemática e física, de 25%. Dentro da matemática, os conteúdos que os estudantes mais erraram foram sistema de equações, funções do segundo grau e escala. Em física, o conteúdo campeão de erros é a dinâmica e em química há empate entre equilíbrio químico e estequiometria.
O diretor do colégio e curso SEI, no Rio de Janeiro, Daniel Vitor Noleto, lembra que a prova de matemática é a maior do Enem, com 45 questões, e aponta algumas dicas para o candidato se sair bem. Ele aconselha os estudantes pesquisarem os conteúdos de matemática que mais têm caído nas provas do Enem para dedicar atenção a eles. Outra sugestão é também direcionar mais tempo de estudo para as áreas da matemática onde o estudante tem mais dificuldade.
Já as disciplinas com as maiores taxas de acerto no Enem entre 2009 e 2014 são língua portuguesa (44%), história (38%) e biologia (36%). A prova do Enem é dividida em quatro áreas de conhecimento: ciências humanas; ciências da natureza; linguagens e códigos; e matemática. O levantamento também analisou os conteúdos que os candidatos mais acertaram dentro dessas áreas.
Em ciências humanas, houve mais acertos nos temas que envolvem ética e política, em ciências da natureza nos conteúdos de anatomia e filosofia. Na matemática, os estudantes acertaram mais progressões aritméticas e, em linguagens, a interpretação de propagandas. A partir dos microdados do Enem divulgados pelo Inep, a plataforma AppProva analisou as taxas de acertos dos alunos por grandes áreas, disciplinas, conteúdos, habilidades e questões (ABr).

Itália sofre 700 réplicas de terremoto em um dia

Os danos ao patrimônio doméstico, econômico, cultural e religioso são impressionantes.
  • Save

A Itália não para de tremer. Mais de 700 réplicas foram registradas desde o terremoto de 6,5 graus de magnitude que atingiu ontem (31) a região central do país, informou o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV). As principais réplicas ocorreram entre as regiões de Marcas e Umbria. Apesar de constantes, apenas um tremor ultrapassou os 5 graus na escala Richter, disse o sismólogo Alberto Michelini, do INGV.
Os especialistas calculam que 18 réplicas tiveram intensidade de 4 a 5 graus, enquanto 301 tremores de terra foram enquadrados na categoria de 3 a 4 graus. Mais 403 sismos ficaram abaixo dos 3 graus de magnitude na escala Richter. O terremoto que atingiu Marcas e Umbria nesse domingo foi o quarto de grande magnitude que sacudiu a Itália nos últimos dois meses.
No dia 24 de agosto, um terremoto de 6 gaus devastou cidades inteiras da região do Lazio. Várias réplicas foram sentidas nos dias posteriores, mas nenhuma tinha passado de 5 graus. Porém, na última semana, outros dois terremotos assustaram a população. Ontem, a terra voltou a tremer. A Defesa Civil italiana estima que entre 25 mil e 40 mil pessoas estejam desabrigadas. Os danos ainda não foram calculados, mas centenas de construções, inclusive igrejas, ruíram com os terremotos.
O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, disse que não houve mortos nesse último terremoto, mas que o tremor “devastou o coração” do país, com danos “impressionantes”. “A alma da Itália está inquieta. O terremoto mais forte desde 1980 devastou o coração da nossa península. Não há mortos desta vez e isso nos dá grande alívio. Mas os danos ao patrimônio doméstico, econômico, cultural e religioso são impressionantes. Essas cidades são a identidade da Itália, devemos reconstruí-las por completo e rapidamente”, disse Renzi (ANSA).

Para Bocelli, Nobel para Dylan é ‘pecado’

O tenor italiano Andrea Bocelli lamentou que o prêmio Nobel de Literatura tenha sido dado para o músico Bob Dylan. Em uma cerimônia na Universidade de Macerata, onde recebeu a ‘laurea ad honorem’ em filologia moderna, o artista destacou a importância da leitura na vida das pessoas.
“Foi um pecado porque a literatura é algo importante na vida de qualquer um de nós. É um problema filho dos nossos tempos. Premia-se aquilo que recebe mais atenção de todos e, como a mídia premia sobretudo artistas do gênero, e os cantores em primeiro plano, acontece que a atenção das pessoas leva a essas escolhas”, disse o tenor aos jornalistas que estavam no local no último sábado (29).
Ao falar sobre o que pensa da literatura, Bocelli ainda deu um conselho para os mais jovens. “Não abusem da música porque senão ela perde o grande poder terapêutico que ela pode ter sobre nós. Voltem a pegar os livros em suas mãos. Serão os seus companheiros de viagem, importantes para entender e julgar e analisar a realidade uma maneira mais crítica”, disse o tenor (ANSA).

Cristina Kirchner se diz perseguida como Lula

Ex-presidente argentina Cristina Kirchner. 
  • Save

A ex-presidente argentina Cristina Kirchner compareceu em uma audiência perante ao juiz federal Julián Ercolini ontem (31), em um processo que investiga um suposto favorecimento dos Kirchner ao empresário Lázaro Baez em licitações públicas. Como havia sido anunciado por sua defesa, a ex-mandatária não respondeu às perguntas formuladas por Ercolini. Porém, após se apresentar à Justiça, ela falou com os jornalistas e disse que a ação contra ela é um “disparate”.
“É um disparate maiúsculo achar que eu tive uma associação ilícita liderada pelo Executivo com diferentes funcionários públicos. É uma manobra formidável de perseguição política que não é original, que também acontece no Brasil e tem como foco o ex-presidente Lula. É uma manobra em nível regional”, disse Cristina aos repórteres. A ex-líder do governo argentino acusou ainda o atual presidente, Mauricio Macri, de dar andamento a esses processos para “esconder o desastre que está acontecendo” no país.
“Os preços nos supermercados aumentam, os salários não sobem e não se convocam as paritárias [como são chamadas as negociações entre governo e sindicatos na Argentina]. É claro que o dinheiro não chega para alguns, mas sobra para outros”, disse ainda. Cristina é acusada de receber propina de Báez, que está preso por lavagem de dinheiro, por meio de aluguel de quartos em hotéis que não estavam sendo usados (ANSA).

A Voz do Brasil recomeçou em novo formato

Desde ontem (31), está com nova roupagem, o programa A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Em seu novo formato, o programa de rádio mais antigo do Brasil está mais interativo e próximo do cidadão. Com novos quadros, com jornalismo, prestação de serviço e diálogo com os ouvintes. Uma das grandes foi a maior participação da audiência.
A ideia foi a de oferecer um programa que lembre menos o formato solene e distante de décadas anteriores e tenha uma linguagem menos formal, mais próxima do cidadão. O programa conta com novos apresentadores – Airton Medeiros e Gláucia Gomes. “A ideia da nova Voz do Brasil é aproximar o cidadão, trazê-lo mais para perto da notícia, da informação. Fazer com que o cidadão interaja com o que fazemos aqui na EBC. A gente não pode estar distante”, disse Gláucia.
Os ouvintes poderão tirar dúvidas sobre programas sociais, sobre o trabalho do presidente da República e ministros ou esclarecer informações, como tirar documentos, por exemplo, além de fazer perguntas para os integrantes do Poder Executivo. O programa abre canais de e-mail e telefone, além de um número de WhatsApp para interagir com o público. Pelo aplicativo, os ouvintes poderão enviar mensagens para a produção pelo tel. (61) 99862-7345 (ABr).

 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap