Isolamento social levou o e-commerce a crescer 47% em abril

  • Save
O valor médio das compras em abril chegou a R$ 492,43, contra R$ 417,82 em março. Foto: tnh1.com/reprodução

O isolamento social levou o comércio eletrônico a se tornar o único caminho possível entre grande parte de lojistas e clientes. E também fez com que muitas pessoas passassem a usar esse tipo de transação. “Depois da queda de 20% das vendas no começo da quarentena, o brasileiro voltou a comprar, e o setor registrou crescimento acumulado de 47% de pedidos ao longo do mês de abril”, comenta Maurício Salvador, presidente da ABComm. O valor médio das compras chegou a R$ 492,43, contra R$ 417,82 na comparação com os primeiros dias de março.

O movimento foi captado na pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) em parceria com a Konduto, que teve como base 25 milhões de pedidos de produtos físicos feitos em 4 mil lojas virtuais no período de 1º de março a 25 de abril. Os setores estudados foram artigos esportivos, autopeças, bazar/importados, bebidas, bijuterias e acessórios, brinquedos e jogos, calçados, cosméticos, eletrodomésticos, eletrônicos, farmácia, livraria, moda, móveis e decoração, moda, ótica e supermercados.

Cinco setores registraram aumento no número médio de pedidos, sendo o setor de brinquedos o “campeão”, com 434,70%. Em segundo lugar, supermercados, com 270,16%, seguidos por artigos esportivos, com 211,95%; farmácia, 41,56% e eletrodomésticos, 4,47%. Na contramão, as três maiores quedas de pedidos foram registradas pelos setores de bebidas, com 76,62%; autopeças, 57,95%; e livrarias, 46,43%. Fonte: (AI/abcomm).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap