Inflação nas fábricas subiu para 1,31%

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a variação de preços de produtos industrializados na saída das fábricas brasileiras, registrou inflação de 1,31% em junho. A taxa é maior que a de maio último (0,99%) e de junho de 2020 (0,60%), de acordo com dados divulgados ontem (28), no Rio de Janeiro, pelo IBGE. Com o resultado, o IPP, que começou a ser calculado em 2014, atingiu inflação recorde no primeiro semestre (19,11%) e em 12 meses, 36,81%.

Os principais responsáveis pela inflação em junho foram as indústrias extrativas (8,71%), outros produtos químicos (2,16%), produtos de metal (2,80%) e máquinas, aparelhos e materiais elétricos (2,60%). 18 das 24 atividades industriais pesquisadas tiveram alta de preços.

Grande parte dessa variação de 1,31% se explica pelo que ocorreu com os preços das indústrias extrativas. Os preços do setor subiram, em média, 8,71%, por causa da variação dos preços em dólar no mercado internacional, apesar da apreciação do real no período (ABr).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap