A colaboração na economia criativa

Nunca gostei de trabalhos de grupo na escola e na faculdade. A minha percepção era de que sempre haveria alguém que carregaria a maior carga de trabalho, enquanto outros se aproveitariam dessa situação. Existem alguns setores, no entanto, onde a colaboração não só é desejável, mas fundamental para o sucesso da empreitada. No setor de eventos, por exemplo, é praticamente impossível entregar um projeto sem que haja colaboração entra vários profissionais e empresas. As parcerias e a combinação de competências diversas é o grande fator de sucesso (ou de fracasso!).

Colaborar vem do verbo latim colaborare que significa ajudar, trabalhar junto. Para entender um pouco melhor porque a colaboração é tão importante em certas indústrias criativas como na produção de eventos, precisamos entender um pouco melhor como essa atividade funciona.

Um evento é um acontecimento que reúne pessoas com um objetivo comum. Todo evento é por definição um projeto com início, meio e fim e tem como objetivo criar um produto exclusivo. Para viabilizar tal produto, produtores de eventos contam com uma estrutura de rede formada por um exército de profissionais e prestadores de serviços. Esta rede inclui profissionais de planejamento e gestão, fornecedores dos mais diversos produtos e serviços, mas também advogados, contadores, despachantes, ou seja, profissionais das mais diversas áreas. Se um desses fornecedores falhar, o evento não acontece da forma planejada.

Por que a colaboração é importante?

1. Viabiliza o compartilhamento de conhecimentos e experiências

A colaboração é uma forma de profissionais mais experientes dividirem seu conhecimento e experiencias práticas com empresas menores. Isso é muito importante pois prepara profissionais para atuar na área e qualifica empresas menores para prestar serviços de melhor qualidade.

2. Otimiza o tempo

A colaboração viabiliza uma melhor alocação do tempo de cada um dos profissionais envolvidos no evento pois depende da delegação do trabalho para equipes especializadas. Faz muito mais sentido contratar uma empresa especialista em um determinado serviço ou produto do que tentar fazer tudo sozinho. 

3. Diminui a carga de trabalho

A produção de um evento envolve o trabalho de profissionais de várias áreas técnicas. O trabalho colaborativo ajuda na distribuição desse trabalho, alocando a responsabilidade para o profissional responsável. Isso reduz o risco de haver sobrecarga de trabalho e aumenta a qualidade do serviço executado.

4. Poupa dinheiro

A colaboração diminui os custos do produtor do evento pois ao contratar serviços especializados, ele delega a responsabilidade para quem entende do assunto. O parceiro ideal conhece o negócio e pode contribuir com soluções melhores e mais eficientes.

Além dos benefícios mencionados acima, as colaborações no campo da gestão de eventos são um ótimo meio de expandir fronteiras e se engajar em empreendimentos desafiadores. Ao fomentar a colaboração, atrai-se indivíduos talentosos e dedicados que procuram colocar suas habilidades ao melhor uso para garantir o sucesso de qualquer evento.  Para tal, é importante que as partes envolvidas sejam igualmente comprometidas com o resultado. Trabalhar juntos para criar uma experiência inesquecível requer 100% de comprometimento de todas as partes envolvidas e, para isso, é importante que haja uma forte conexão com o projeto desde o início. As opiniões e ideais compartilhados vão longe para garantir uma relação de trabalho suave e, por sua vez, o sucesso de qualquer evento.

Grande parte dos produtores de eventos concorda que a colaboração é a chave para o sucesso de um evento. Muitos acreditam que é o caminho a ser seguido para restabelecer as indústrias de eventos à medida que o mundo está entrando em um novo normal. Incentivar a inovação, compartilhar conhecimento e trazer ideias novas e emocionantes para a mesa são fatores-chave que apontam para um evento de sucesso, não acha?

Especialista em Processos e Projetos, com mais de vinte anos de experiência em gestão de processos e planejamento operacional e pré-candidata a Deputada Federal. Atuou em empresas de diversos segmentos incluindo consultoria de gestão, telecomunicações, tecnologia da informação, serviços financeiros, óleo & gás, megaeventos, parques temáticos e associações de classe. Hoje é sócia da Gig Flows, uma consultoria de gestão que se dedica exclusivamente ao planejamento estratégico e melhoria de processos para empresas das Indústrias Criativas e do Entretenimento ao vivo. Andréa é advogada formada pela PUC-RJ com Mestrado em Gestão da Economia Criativa pela ESPM-RJ, MBA pelo IAG PUC-RJ e Master’s Degree em Entertainment Business pela Full Sail University.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap