Somente em 2017 a inflação atingirá a meta de 4,5%

O diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Altamir Lopes, disse que a inflação só deve ficar na meta, em 4,5%, em 2017.

Lopes disse que o BC adotará as medidas necessárias para o cumprimento da meta. O diretor apresentou, em Brasília, o Boletim Regional, publicação trimestral do BC, com indicadores econômicos por regiões do país.
“O Banco Central não jogou a toalha nunca. O Banco Central tem agido. Desde março de 2013, esse ciclo de alta é uma das mais fortes da história”, disse Lopes. “A posição do Banco Central é manutenção da taxa de juros por período suficientemente prolongado e, se necessário, adotará medidas para o cumprimento da meta”, disse o diretor. E que o BC vai trabalhar para levar a inflação o mais próximo possível da meta, em 2016 e chegar a 4,5%, em 2017.
Anteriormente, o BC esperava chegar à meta de inflação no próximo ano. Na última reunião do Copom, a expectativa mudou para 2017. O BC diz que as indefinições e alterações significativas na meta fiscal mudam as expectativas para a inflação e criam uma percepção negativa sobre o ambiente econômico. Lopes disse ainda que há redução de despesas do governo, mas as receitas estão caindo mais. Acrescentou que a redução da inflação em 2016, em relação a este ano, será intensa. De acordo com as expectativas de instituições financeiras, o IPCA, deve sair de 9,9%, este ano, para 6,3%, em 2016 (ABr).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap