Situação da Previdência é insustentável

O secretário-executivo do ministério da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou durante palestra ontem (6), em São Paulo, que a situação atual da Previdência brasileira é insustentável e a reforma não pode ser mais adiada ou não haverá recursos para pagar os benefícios no futuro.

Ele defendeu ainda a estratégia do governo de focar o ajuste fiscal pelo controle de gastos públicos para se evitar a elevação de impostos.
Sem a reforma da Previdência, não haverá dinheiro para pagar os benefícios aos previdenciários no futuro e o ajuste fiscal fica inviável, disse ele durante a palestra em encontro anual do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Guardia ressaltou que é preciso fazer o ajuste fiscal pelo lado dos gastos públicos (AE).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap