Renan: Senado deve ouvir o que Delcídio tem a dizer

O presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que o senador Delcídio do Amaral precisa ser ouvido pelo Senado.

Que prisão de Delcídio foi “tão rápida e fulminante” que ele nem teve tempo de se manifestar. “É hora do Senado ouvi-lo e saber o que ele tem a dizer”.
A liderança do PT chegou a encaminhar à Secretaria-Geral da Mesa um pedido de substituição de Delcídio na Comissão de Assuntos Econômicos pelo senador Donizete (PT-TO). O pedido deveria ter sido lido no plenário da Casa até sexta-feira passada, a fim de garantir a rea­lização de uma nova eleição. A leitura não ocorreu, sinalizando um recuo na decisão de tirar imediatamente o petista do comando da Comissão.
Renan também comentou a prisão do publicitário João Santana. “Ele, que fez campanhas em vários países, deve ter tomado os cuidados necessários, pois qualquer dia poderia ser questionado. Espero que esclareça tudo. Isso será bom para a democracia”, ressaltou, informando ainda que espera de Santana um ‘depoimento esclarecedor’.
Renan adiantou que, amanhã (25), anunciará uma pauta prioritária de consenso para as votações do semestre. A pauta abrangerá “pontos controversos”, que não têm apoio do governo. Um deles é o projeto de lei de autoria do senador José Serra (PSDB-SP) retirando a participação obrigatória da estatal na exploração dos campos do pré-sal. “É evidente que a matéria divide, conflita pontos de vista, mas o Brasil precisa muito dela. A Petrobras não tem condições de levar os investimentos adiante”, afirmou (ABr).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap