Renan: convocação extraordinária para votar impeachment

O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros, sinalizou ser a favor da convocação extraordinária para que o Legislativo acelere a apreciação do processo de impeachment.

O aceno dele ajuda os planos de Dilma, que tem defendido acelerar a análise do processo de impedimento. “Cruzar os braços neste momento é fragilizar a representação política e agravar as crises que estão postas, social, política e econômica”, disse ele.
O peemedebista, contudo, ressalvou que uma decisão não será conhecida esta semana. Líderes partidários serão consultados. “Essa não é a agonia desta semana, é uma decisão para o dia 16, 17, 18, vamos ter um tempinho aí. Brasil, mais do que querer, cobra que o maior partido ajude a sair da crise, essa é a nossa responsabilidade”. Renan avalia uma nova estratégia para realizar a convocação extraordinária do Congresso com um pedido assinado por apenas por 27 senadores e 171 deputados.
O objetivo é evitar o recesso parlamentar e ajudar a Dilma a acelerar a votação do processo de impeachment. O governo aposta ter votos para derrubar o pedido de afastamento agora, mas teme que isso mude no futuro se o processo se arrastar ao longo de 2016. A nova estratégia tem como meta também abandonar a ideia de retardar propositalmente a votação da LDO de 2016 para levar à manutenção automática dos trabalhos do Congresso no recesso (AE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap