Reforma da Previdência é ‘necessária para reduzir juros’

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse na sexta-feira (24), no Rio de Janeiro, que as reformas estruturais, incluindo a reforma da Previdência, são importantes para a redução dos juros e o crescimento econômico.

Ao falar na aula inaugural do curso de graduação em economia da EPGE-FGV, Goldfajn disse que a política econômica em curso no país está na direção certa e que a reforma da Previdência poderá ajudar o país a alcançar uma taxa de juros neutra, que incentive o crescimento da economia sem gerar inflação.
A projeção para o último trimestre, em comparação aos últimos três meses do ano passado, indicam crescimento do PIB perto de 2,5%, com expectativa de expansão maior em 2018. “De fato, [a economia] está andando ”, disse. “A gente não está mais andando para trás. As políticas não estão gerando distorções. Estamos no caminho certo”.
Goldfajn admitiu que no meio do ano se poderá ter no país uma inflação mais baixa que a meta, mas depois deve subir novamente. “A inflação hoje está ancorada. Em consequência disso, pode-se começar o processo de flexibilização da política monetária, que significa baixar os juros”, disse o presidente do BC, explicando que esse processo “é muito diferente do que flexibilizar e tentar ancorar depois”.
O avanço para juros menores depende, segundo ele, da realização das reformas, de ajustes, de redução do risco país, da eficiência do Banco Central e do próprio sistema financeiro. Sustentou que as reformas, inclusive a da Previdência, são relevantes para a taxa neutra estrutural de juro da economia, o que vai deixar a inflação na meta por um longo prazo (ABr).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap