74 views 4 mins

Por que você deveria investir na compra e venda de usados

em Destaques
sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

O mercado de usados não costumava ser muito bem visto, mas a tecnologia mudou esse cenário e plataformas como OLX e Enjoei passaram a fazer com que muita gente aderisse mais facilmente à compra e venda de produtos de segunda mão. A questão é que, além de ajudar o meio ambiente, já que prolonga a vida útil dos objetos, comprar e vender usados pode auxiliar muito o bolso.

Segundo Thiago Martello, fundador da Martello EF, empresa que abocanhou investidores no programa Shark Tank Brasil, “todo mundo tem algo em casa que não está usando e pode ser útil a alguém. Quando você dá uma finalidade para algo que não está sendo mais útil, está ajudando o meio ambiente, diminuindo a bagunça e ainda ganhando dinheiro”, explica.

Para quem quiser aderir, o educador e planejador financeiro orienta: “Reúna a família e peça para cada um separar coisas que estejam paradas há pelo menos seis meses. Vale de tudo: eletrodomésticos, livros, enfeites de casa e roupas. Neste caso, existem muitos brechós que compram as peças ou ficam com elas em consignação”, diz.

Martello afirma que, para vender melhor, o segredo é pesquisar os preços de produtos usados semelhantes e fazer um bom anúncio, com imagens nítidas e todas as informações possíveis. “Seja detalhista e facilite a vida de quem está buscando o produto. Se você tiver cuidado bem do item, pode até ganhar mais do que pagou. Comigo já aconteceu muitas vezes”, conta.

Além de ganhar dinheiro com a venda do que não usa mais, Martello também recomenda uma busca por produtos de segunda mão quando houver necessidade de comprar alguns itens pessoais ou para a casa. “É possível mobiliar um imóvel gastando muito menos com móveis e objetos usados, por exemplo. Aliás, muitos arquitetos e decoradores encontram peças incríveis dessa forma. Qualquer um pode conseguir, basta garimpar e não ter preconceito com o mercado de segunda mão”, avalia.

Na hora da compra, Martello recomenda uma boa pesquisa nas plataformas. “Compare preços, peça imagens detalhadas e até vídeo do produto se for o caso. Quanto mais informação tiver, maiores as chances de fazer uma boa compra! O bolso agradece”, afirma.
Finalmente, o planejador financeiro alerta para a questão da segurança nas transações que envolvem compra e venda de usados.

“Desconfie se a oferta for boa demais, pois pode ser golpe. Além disso, cheque a possibilidade de ter seu dinheiro de volta caso a venda não se dê como esperado. Procure também testar o produto antes de comprar e dar preferência para aqueles que ainda têm caixa original e nota fiscal, pois ajuda a comprovar a autenticidade. Finalmente, sempre combine as transações em lugares públicos para não correr riscos”, conclui. Fonte e mais informações: (www.martelloef.com.br).