Momento é de ‘pregar o amor’, diz Temer

Em um discurso precedido de diversas manifestações religiosas por parte de aliados, o presidente Temer disse ontem (23), em inauguração da unidade Amazônia do Hospital de Amor (novo nome do Hospital de Câncer de Barretos), em Porto Velho, que o momento é de “pregar amor”.

“É isso que devemos preservar, que nós devemos incentivar, que nós devemos pregar entre os brasileiros em geral”, afirmou.
“Não devemos ter brasileiro contra brasileiro, mas brasileiro com brasileiro”, completou. Temer disse que “objeções de natureza política, de natureza administrativas” são “legitimas e naturais e nos ajudam a construir o governo”.
Usando um discurso supostamente feito pelo governador Confúcio Moura (PMDB), Temer disse que ouviu do peemedebista que ele era uma pessoa “serena e tranquila”. Segundo o presidente, Confúcio lhe elogiou dizendo que ele é “um homem de conciliação”, que não se abalou com as inverdades e sacadas contra ele o seu governo.
“Confúcio citou dados importantes e nosso governo tem apenas 18 meses”, disse Temer.
A unidade Amazônia do Hospital de Amor, que oferece atendimento 100% pelo SUS, já está em funcionamento parcial, mas a previsão é que comece a realizar internações e cirurgias a partir de abril do ano que vem. A unidade terá capacidade para atender 9 mil pacientes por mês. Segundo o presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, dos R$ 5 milhões necessários mensalmente para o custeio do local R$ 2 milhões virão do SUS e o restante serão recursos do Estado e de emendas parlamentares (AE).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap