Governo quer dobrar transporte de carga por ferrovias

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse ontem (8), em São Paulo, que o governo pretende praticamente dobrar o percentual de cargas transportadas por trens nos próximos oito anos.

“Vamos mudar a participação do modo de transporte ferroviário de 15% para 29% em oito anos”, afirmou durante palestra. Ele disse que estão sendo buscadas soluções criativas para contornar a falta de recursos e tirar os projetos do papel. “Nós vamos fazer ativos sem depender de orçamento”, destacou.
Como exemplo, Freitas disse que parte da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, que deverá escoar a produção de grãos da região, deverá ser construída pela mineradora Vale como contrapartida pela renovação do contrato de concessão da Estrada de Ferro Vitória-Minas.
O ministro comentou ainda que vão ser preparados os modelos de acordo para encerrar os contratos das concessionárias de estradas e aeroportos que enfrentam dificuldades financeiras. “Devemos fechar com o mercado a metodologia para indenizar os investimentos não amortizados, criando incentivos para aquele concessionário aderir ao acordo”, disse o ministro a respeito da estratégia para romper os contratos antes do fim do prazo de vigência.
Entre as concessionárias que já demonstraram interesse em devolver os ativos está a administradora do Aeroporto de Viracopos e da BR 040, que passa por Goiás, DF e Minas Gerais. “Temos um problemaço para resolver que são aquelas concessões que deram errado. Em algum momento, a ideologia substitui a aritmética. Quando isso acontece, as coisas não dão certo”, ressaltou. A ideia é fazer aditivos nos contratos para manter as rodovias e aeroportos em bom estado e funcionando (ABr).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap