E-commerce: estratégias para alavancar o negócio desde o início

O e-commerce faturou mais de R$160 bilhões em 2021, segundo levantamento da Neotrust, com um crescimento de quase 27% em relação ao ano de 2020, e deve encerrar 2022 também em alta. A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estima novo crescimento, de 12%, e um faturamento de R$170 bilhões.

Para quem está começando no ramo ou sente seu negócio “patinar” nas vendas, algumas estratégias podem ajudar. Felipe Trudes, sócio fundador da we.digi, consultoria de tecnologia de e-commerce, lista cinco dicas que ajudam no crescimento do negócio online desde o início:

  1. SEO – As técnicas de SEO (Search Engine Optimization — em inglês) otimizam um site, para que ele tenha mais visibilidade em mecanismos de busca, como o Google – e muitas pessoas ainda buscam produtos e lojas dessa forma.

Esses buscadores são uma grande porta de visibilidade para quem deseja se tornar conhecido no mundo online. É importante rever frequentemente palavras-chaves usadas e demais fatores relacionados à otimização do site.

  1. Remarketing – O consumidor chegar ao site da sua loja já é um passo importante, porém o que se espera é que ele finalize a compra e nem sempre isso acontece, por diversas razões. Estratégias de remarketing são direcionadas a esse consumidor, que já teve contato com sua loja antes.

E-mails marketing e displays em links patrocinados são algumas formas de tentar atraí-lo com ofertas, produtos direcionados, condições facilitadas de compra, para que se torne cliente.

  1. Indicadores e fidelização – Quando uma pessoa se cadastra em um e-commerce, os dados dela ficam salvos na plataforma. É importante usar essas informações de forma inteligente, para conhecer o comportamento do consumidor, suas preferências, necessidades e assim direcionar ações para fazer ele voltar e comprar.
  2. Forma de pagamento e entrega – Muitas pessoas priorizam lojas virtuais que entregam o produto o mais rápido possível e oferecem a forma de pagamento mais conveniente. Esses dois fatores podem ser determinantes para a tomada de decisão do cliente — se ele vai comprar o produto de você ou migrar para o concorrente.

A logística de entrega deve receber muita atenção e ser revista quando necessário. Uma boa experiência de entrega pode ser um diferencial, assim como uma experiência ruim pode gerar desconfiança e afetar sua reputação.

Mantenha o cliente informado de onde está o pedido e a previsão de entrega. Já a forma de pagamento, deve ser clara e simples. Quanto mais facilitada for, maior a chance desse consumidor retornar.

  1. Marketplace – Oferecer seus produtos em um marketplace é uma ótima forma de aumentar a visibilidade de sua loja, em um ambiente de credibilidade e ótimo alcance, principalmente para lojas virtuais que estão no início da operação.

Outro ponto positivo é que você acaba aproveitando as estratégias de marketing executadas pelo próprio marketplace. E conforme for a experiência de compra, em uma próxima oportunidade, o cliente pode se sentir estimulado a ir diretamente para o site da sua loja. – Fonte e mais informações: (https://www.wedigi.com.br/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap