Cunha: Brasil pode perder grau de investimento

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, voltou ontem (23), a fazer críticas ao corte do governo de 86,73% da meta fiscal prometida para este ano.

Para o peemedebista, o agravamento da crise e a falta de clareza do governo sobre “o que quer da política econômica” ameaçam o grau de investimento do País. “Estamos correndo risco grave de perder o grau de investimento. O risco nunca esteve tão grave como está agora”, avaliou.
O peemedebista criticou a demora de sete meses do governo para tomar a decisão de mudar uma meta que, de acordo com Cunha, “se sabe que não será cumprida”. “Todos sabem que a meta não seria cumprida e que essa também não será cumprida”, afirmou. O presidente da Câmara aposta que o 0,15% “não será superávit, será déficit”. Cunha atacou o pacote de ajuste fiscal do governo. “Em nome do ajuste foi feito um desajuste da economia”, declarou.
Em sua avaliação, o governo não poderia anunciar uma meta que depende de três condicionantes “que não serão atingidas”: a receita das concessões, a repatriação de recursos no exterior e a receita extraordinária da Medida Provisória 685. “É um desespero total por falta de arrecadação”, concluiu, ressaltando que os valores esperados pelo governo são difíceis de alcançar (AE).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap