108 views 15 mins

Conectado e promissor: Como o Brasil pode se tornar líder mundial em IoT?

em Destaques
terça-feira, 14 de março de 2023

Deyvid Alan (*)

A Internet das Coisas (IoT) é uma tecnologia que está mudando a maneira como vivemos e interagimos com o mundo ao nosso redor. A IoT é uma rede de dispositivos interconectados que podem coletar, transmitir e analisar dados em tempo real. Esses dispositivos variam de sensores inteligentes a equipamentos de uso doméstico e industrial, como eletrodomésticos, sistemas de iluminação, carros, semáforos e câmeras de vigilância.

A IoT é uma tecnologia poderosa que tem o potencial de renovar cidades e sociedades. Com essa tecnologia, as cidades podem se tornar mais inteligentes, eficientes e sustentáveis. A promessa é que a IoT ajude a resolver muitos dos problemas urbanos, incluindo tráfego, poluição, segurança pública e gerenciamento de recursos, melhorando a qualidade de vida das pessoas.

A tecnologia está sendo usada atualmente em muitos setores, incluindo saúde, transporte, agricultura e indústria. No entanto, é na gestão das cidades que a IoT realmente está fazendo a diferença.

. Benefícios de ponta a ponta – Com sensores inteligentes instalados em toda a cidade, os governos e as empresas podem coletar dados precisos e tomar decisões mais informadas. A internet das coisas também ajuda a melhorar a eficiência dos serviços públicos, como transporte público, coleta de lixo e fornecimento de água e energia.

Muitas cidades estão investindo na tecnologia para melhorar a segurança pública, com sistemas de vigilância inteligentes e sensores de detecção de incêndio.
Essa ferramenta também está mudando a maneira como as pessoas interagem com as cidades. Com aplicativos móveis, os cidadãos podem acessar informações em tempo real sobre o tráfego, o clima, eventos locais e serviços públicos.

Outra forma que a tecnologia tem sido usada é para ajudar as cidades a se tornarem mais inclusivas e acessíveis, fornecendo serviços adaptados às necessidades de pessoas com deficiência e idosos. Um dos principais benefícios da IoT é a capacidade de coletar e analisar grandes quantidades de dados em tempo real. Com a crescente demanda por soluções conectadas, a IoT está se tornando cada vez mais popular em vários setores, desde a saúde até a indústria automotiva.

O avanço desse recurso tecnológico também tem transformado a maneira como os governos e as empresas pensam sobre a gestão de suas cidades. A coleta de dados em tempo real, por exemplo, permite que as cidades tomem decisões mais informadas sobre como gerenciar seus recursos e serviços públicos, levando a melhorias significativas na eficiência desses serviços.

. Nem tudo são flores – Os benefícios são inúmeros, mas como nem tudo são flores, a implementação da IoT nas cidades também apresenta desafios. A coleta de grandes quantidades de dados pessoais levanta questões importantes sobre a privacidade e segurança dos dados. O impacto significativo no meio ambiente, especialmente em relação ao consumo de energia, também é uma preocupação.

Os dispositivos IoT consomem energia para coletar e transmitir dados, o que pode levar a um aumento no consumo de energia e nas emissões de gases de efeito estufa.

Por isso, é importante que as empresas e governos levem em consideração o impacto ambiental da IoT ao planejar sua implementação em cidades. A questão da infraestrutura necessária para suportar a rede de dispositivos conectados também precisa ser levada em consideração.

A implantação de sensores inteligentes e dispositivos IoT requer uma infraestrutura de rede robusta e escalável. Isso pode ser um desafio para cidades com infraestrutura de rede obsoleta ou subdesenvolvida.

. De Barcelona a Cascavel: como as cidades estão usando IoT para transformar a vida dos cidadãos – Um exemplo de cidade que está utilizando a IoT de forma eficaz é Barcelona. A cidade lançou um programa chamado “Smart City Barcelona” em 2011, que visa tornar a cidade mais inteligente e eficiente por meio da implementação de tecnologia IoT.

Com sensores inteligentes instalados em toda a cidade, são coletados dados em tempo real sobre tráfego, poluição, temperatura e umidade e analisados ??para ajudar na tomada de decisões na gestão da cidade. O programa também incluiu a implementação de sistemas inteligentes de iluminação pública, que ajustam automaticamente a intensidade da iluminação com base na presença de pedestres e no clima.

Outro exemplo é a cidade de Singapura, que está usando a IoT para transformar-se em uma “cidade inteligente”. A cidade tem uma rede de sensores instalados em toda a cidade, que coleta dados em tempo real sobre o clima e a qualidade do ar para alertar os residentes sobre as condições climáticas adversas.

Singapura também conta com sensores de detecção de incêndio inteligentes, que podem detectar incêndios em tempo real e alertar os bombeiros imediatamente.
Cidades brasileiras também estão se tornando referência em soluções inteligentes e sustentáveis. Uma delas é Florianópolis. A capital de Santa Catarina tem investido em tecnologias que contribuem para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e para o desenvolvimento econômico e social da região.

Florianópolis adotou soluções de IoT em diversas áreas, como no monitoramento de enchentes. A cidade implantou um sistema de sensores para monitorar o nível dos rios e evitar enchentes. O sistema é capaz de enviar alertas em tempo real para os órgãos responsáveis em caso de risco iminente de inundação. A cidade também conta com um sistema de turismo inteligente, que utiliza sensores e tecnologia de reconhecimento de voz para oferecer informações aos turistas sobre a cidade.

Os sensores são instalados em pontos turísticos e fornecem informações sobre a história, a cultura e as atrações locais. No Paraná, uma cidade referência na utilização da tecnologia é Cascavel. A cidade conhecida como “Capital do Oeste” implementou um sistema de coleta de lixo inteligente, que utiliza sensores para monitorar os contêineres e enviar alertas quando estão cheios. Com isso, é possível otimizar a coleta e reduzir os custos operacionais.

Cascavel também é uma cidade com forte presença no setor agrícola, e a IoT tem sido utilizada para melhorar a eficiência e a produtividade das atividades no campo.
Sensores são utilizados para monitorar a umidade do solo, a temperatura e a luminosidade, permitindo que os agricultores façam ajustes precisos no uso de água e fertilizantes.

As duas cidades brasileiras também inovaram a gestão pública com a implementação de uma suíte de soluções desenvolvida para prefeituras, que permite que alvarás para imóveis unifamiliares de qualquer metragem sejam emitidos instantaneamente pelo profissional. A tecnologia cria automações baseadas na legislação e nos parâmetros urbanísticos de cada cidade, faz cálculos automáticos e realiza a pré-análise das informações em tempo real, acelerando a liberação de obras e alavancando a construção civil nos municípios.

. O Brasil rumo à liderança em IoT: desafios e potenciais – No Brasil, a implementação da IoT está em constante evolução e o país vem avançando na adoção dessa tecnologia. No entanto, ainda há muito a ser feito para equiparar o país a outros países que estão na vanguarda da IoT.

O governo brasileiro tem reconhecido a importância da IoT para o país e tomado medidas para incentivar sua implementação. Em 2019, foi lançado o Plano Nacional de Internet das Coisas, que tem como objetivo promover a implementação e estimular a inovação e o desenvolvimento de novas tecnologias. Além disso, muitas empresas brasileiras têm investido em soluções de IoT para melhorar seus negócios e processos.

O setor agrícola, por exemplo, tem sido um dos mais beneficiados pela IoT no Brasil, com a implementação de sensores inteligentes para monitorar a qualidade do solo, clima e irrigação, o que permite uma gestão mais eficiente e sustentável da produção agrícola. Apesar dos avanços, ainda há desafios a serem superados no Brasil para que a IoT seja amplamente adotada em todo o país. Um dos principais é a infraestrutura de conectividade, especialmente em áreas rurais e remotas, onde o acesso ainda é limitado.

Outro desafio importante é a questão da segurança dos dados, que é um tema sensível em todo o mundo, mas que ganha ainda mais relevância em um país como o Brasil, que tem uma legislação de proteção de dados relativamente recente.
É importante que as empresas e governos que implementam soluções de IoT estejam cientes dos riscos de segurança e privacidade dos dados e tomem medidas para garantir que os dados coletados sejam protegidos adequadamente.

Mesmo diante de vários desafios a serem superados, acredito que o Brasil tem um grande potencial para se tornar um líder em IoT na América Latina e no mundo.
Somos um país com grande extensão territorial e diversidade de recursos naturais, o que cria uma grande demanda por soluções de IoT em áreas como agricultura, mineração, energia, transporte e logística.

Também temos uma população de mais de 210 milhões de pessoas, que se concentram principalmente em áreas urbanas e demandam serviços públicos eficientes e tecnologicamente avançados. Outro fator que contribui para o potencial do Brasil em IoT é o fato de o país ter uma indústria de tecnologia da informação e comunicação (TIC) bastante desenvolvida, com empresas nacionais e internacionais que investem em pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Além disso, o governo brasileiro tem implementado políticas públicas para incentivar o desenvolvimento de soluções de IoT, como a criação de programas de financiamento e incentivos fiscais. Contamos também com uma população jovem e altamente conectada, com mais de 100 milhões de usuários de internet e mais de 200 milhões de dispositivos móveis em uso. Isso cria um ambiente propício para a adoção de soluções de IoT, que podem melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e aumentar a eficiência dos serviços públicos e privados.

O Brasil tem se destacado na produção de startups de tecnologia, muitas delas focadas em soluções de IoT. Essas empresas têm criado soluções inovadoras e disruptivas em áreas como saúde, construção civil, mobilidade urbana, segurança e energia, que têm grande potencial de crescimento e expansão.

Tudo isso cria um ambiente propício para o desenvolvimento e adoção de soluções de IoT em diversas áreas da economia e da sociedade. Com a colaboração de empresas, governos e comunidades locais, conseguiremos aproveitar os benefícios da IoT para tornar o país mais eficiente, sustentável e conectado.

(*) – Mestre em Educação pela UEOP; especialista em Assessoria de Comunicação e Marketing; Gestão e Docência na Educação a Distância; Docência do Ensino Superior e graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo, é especialista em modernização para gestão pública (https://www.linkedin.com/in/deyvid).