Como se reinventar e vender mais em tempos de crise?

Além da saúde, uma das coisas que mais tem preocupado empreendedores de todos os segmentos é o baque que o novo coronavírus tem causado na economia mundial. No Brasil, em que a maioria dos negócios são feitos fora de casa, muitas pessoas ainda estão perdidas diante de tantas mudanças e não sabem quais estratégias vão adotar caso a quarentena ainda precise perdurar por mais algumas semanas. Segundo Esdras Araújo (*), até mesmo a ficção pode nos ensinar como reagir frente ao momento.

Aproveitando o sucesso da série espanhola La Casa de Papel, disponível na Netflix, ele listou algumas dicas para que possamos aplicar neste difícil momento. A princípio, pode parecer difícil relacionar uma história de roubo à habilidade de vender. Porém, foi com o fenômeno da série que Esdras tirou importantes ensinamentos sobre como vender mais e utilizar um planejamento de forma correta. Esdras fez uma lista valiosa com as 10 principais lições que podem ser utilizadas na vida de qualquer empreendedor. Confira:

1 – Aja com paixão, apesar das tensões e guerras: não só em momentos de crise, mas em qualquer área da vida é necessário ter paixão por aquilo que quer fazer. Em meio a crise, a série dá um exemplo sobre a importância de manter o propósito em tudo que um indivíduo se propõe a fazer para conseguir vencer os obstáculos que podem surgir.

2 – Seja imprevisível e pense fora da caixa: se reinventar é essencial. Em momentos de conflito e crise, se atente ao que as pessoas não estão fazendo ou pensando. Faça diferente e mostre seu potencial!

3 – Aja com empatia, ouvindo clientes e consumidores do seu mercado: assim como na série, para gostar de algo é necessário criar identificação. Não adianta pensar em diferenciais, colocá-los em prática, mas ignorar se realmente é isso que seu cliente deseja. Portanto, escute o que os outros têm a dizer e faça seu público se aproximar pela marca. Além disso, aja com generosidade durante um momento em que tantas pessoas passam por um período difícil.

4 – Tenha doses de inclemência e se conecte com sua audiência: tenha equilíbrio na forma como lida com os clientes. Nem tudo precisa ser aceito e, ao mesmo tempo, algumas questões devem ser relevadas. Todos podem errar, mas é importante saber lidar com o erro e que a sua empresa é humanizada. Mostre ao seu cliente que você possui fragilidades, mas está comprometido em “curá-las”. Além disso, seja inclemente demitindo os “cliente-monstro”. Esse é o típico cliente que dá muita dor de cabeça: inadimplente, cansativo, chora por descontos, exige garantias adicionais àquelas combinadas originalmente, e ainda dá pouco (ou quase nenhum) lucro.

5 – Use elementos de humor ácido, desde que isso humanize mais suas ações e movimentos empresariais: principalmente em um momento tenso como o atual, ser sério o tempo todo pode afastar ainda mais os clientes. Então, no momento certo, saiba adicionar doses de humor e fazer o seu cliente sorrir – sempre com equilíbrio e responsabilidade.

6 – Aja com veracidade, sendo franco, sincero e realista: uma das principais características dos personagens que conquistaram o público de La Casa de Papel é a personalidade verdadeira. Esse é um ponto que envolve todos os aspectos da população. Portanto, mostre honestidade em sua marca e produto.

7 – Crie simbologias: assim como a trilha sonora característica, roupas, cores e demais aspectos relacionados à série, é importante criar formas de identificação com sua marca utilizando símbolos. Dê um território emocional aos seus clientes (Hino, Cor, Bandeira/Escudo). Uma comunidade, um oásis no deserto. Um ponto de partida, e não um destino final.

8 – Viva no limite e lute incansavelmente pelo sucesso do seu negócio e dos seus colaboradores: tenha foco naquilo que deseja e saiba valorizar quem está crescendo ao seu lado. O trabalho em equipe é fundamental para que tudo dê certo.

9 – Execute enquanto planeja: em tempos de crise, é necessário pensar e agir de forma rápida. Caso aconteça algum erro, ele também deve ser consertado de maneira ágil. Tenha sempre um plano B para momentos imprevisíveis.

10 – Gerencie conflitos e crises empreendendo com a mente de um jogador de xadrez: não só o planejamento é essencial em um negócio. Saber executar com sabedoria também é importante. O segredo é agir como um jogador de xadrez que pensa analiticamente em todos os seu movimentos.

(*) – Formado em direito é especializado em neuromarketing e Marketing pela USP; Finanças, Investimentos e Bank pela PUC Rio Grande do Sul e direito tributário, MBA em venda, negociação e resultados de alta performance pela PUC do Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap