149 views 5 mins

Brasil ultrapassa 1 bilhão de contas bancárias

em Destaques
terça-feira, 11 de abril de 2023

A idwall, plataforma de verificação de identidade, gestão de riscos e onboarding digital, acaba de anunciar o Ranking de Onboarding 2022, com dados inéditos sobre o mercado financeiro brasileiro, abrangendo a experiência dos usuários nos processos de cadastro e abertura de conta, e os avanços no movimento de bancarização da população.

Em sua 5ª edição, a pesquisa foi realizada pela idwall em parceria com o Cadarn Consultoria, avaliando 23 instituições financeiras. “Essa é a maior edição que já realizamos em volume de dados e complexidade das análises, foram mais de 2 mil participantes avaliando as instituições financeiras mais expressivas do mercado brasileiro.

Estamos muito confiantes em trazer esses insights e sabemos quão valiosas são essas informações acerca da eficiência dos processos e da confiabilidade dos usuários”, comenta Rafael D’Ávila, Chief Revenue Officer da idwall.

Entre os principais dados no relatório do Ranking de Onboarding, estão:

  1. – O crescimento significativo do vínculo financeiro do brasileiro, com o número de contas bancárias ultrapassando a marca de 1 bilhão, fazendo com que o Brasil esteja entre os países mais bancarizados e com a maior digitalização financeira do mundo;
  2. – O número de contas por pessoa que vem aumentando nos últimos anos, com um salto de 3,5 em 2020, para 5,2 em 2022;
  3. – A proporção de pessoas com contas em bancos tradicionais e digitais que, em 2022, chegou a um inédito equilíbrio, sendo 13,5% relacionados a bancos digitais, e 13,7% a bancos tradicionais. Em 2021, a porcentagem era de 13,0% e 22,4%, respectivamente – a proporção dos usuários que têm conta nos dois tipos de instituições segue aumentando desde 2019, chegando a 72,8% em 2022.
  4. – A digitalização, a facilidade no processo de abertura de conta e a busca por diversidade de benefícios são fatores determinantes para o aumento no número de vínculos financeiros e, consequentemente, de compartilhamento de dados e exposição ao risco de fraudes.

Ainda de acordo com a pesquisa, mais de 30% dos respondentes afirmaram ter sofrido golpes digitais, vazamento de dados, fraude ou clonagem do cartão nos últimos 12 meses. Em contrapartida, 59% dos usuários estão dispostos a compartilhar informações com instituições financeiras para aumentar a segurança digital.

“Com o aumento de golpes digitais, foi instaurado um novo estado de alerta sobre o que é compartilhado online e, com isso, as pessoas começaram a entender a importância da relação entre o fornecimento de dados e camadas de segurança e proteção”, analisa D’Ávila.

Segundo o estudo, dentre os métodos considerados mais seguros para a maioria dos usuários, na classificação alta ou muito alta de segurança, estão a autenticação digital (80,5%) e a autenticação facial (73,6%). “A autenticação digital ou facial são exemplos de etapas de segurança robustas no processos de cadastro e demais transações.

Esse processo envolve não só a verificação, mas todo gerenciamento de dados, e busca trazer confiabilidade através da tecnologia, de maneira eficiente para as instituições e funcional para os usuários. Esse é o futuro do mercado financeiro”, completa o CRO.

Além de todos os números relevantes do estudo, o Ranking de Onboarding 2022 mostra a classificação de preferência dos usuários, por meio da avaliação de 23 instituições financeiras divididas em dois grupos: bancos tradicionais e bancos digitais, cujos processos de cadastro foram realizados integralmente por meio digital (site ou aplicativo), com mais de 2 mil participantes. – Fonte e outras informações, acesse: (https://idwall.co/).