Justiça autoriza depoimento de Dilma

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, autorizou que a presidente Dilma Rousseff seja ouvida como testemunha de defesa de um dos acusados de “comprar” medidas provisórias no governo federal, caso investigado na Operação Zelotes.

Pela decisão, a presidente terá de responder por escrito perguntas sobre o suposto esquema, formuladas pela defesa do advogado Eduar­do Gonçalves Valadão, réu que a arrolou.
Dilma terá de dar explicações sobre sua participação no processo para editar e aprovar as medidas provisórias, que concederam incentivos fiscais a montadoras de veículos. Conforme denúncia apresentada pelo MPF, lobistas contratados pelas empresas pagaram propina a servidores públicos e autoridades para viabilizar os benefícios. Além de Dilma, vários outros políticos terão de depor na ação penal em curso (AE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap