Aumentou o índice de famílias inadimplentes

Dados da FecomercioSP mostram que, em maio, 18,8% das famílias da capital paulista estavam inadimplentes, ou seja, com o pagamento de contas atrasado.

Esse é o maior índice registrado desde junho de 2012. O resultado é 3,3 pontos percentuais (pp) superior ao registrado no mesmo mês de 2015, e 0,5 ponto maior em relação a abril. Segundo o levantamento divulgado ontem (14), 49,6% das famílias têm débitos vencidos há mais de 90 dias. Em 23,3% dos casos, as contas estão vencidas entre 30 e 90 dias e, em 24,7%, por até 30 dias.
De acordo com a pesquisa, a inadimplência é maior entre as famílias com menor renda. Entre as que ganham até dez salários mínimos, 22,5% estão com contas atrasadas – aumento de 3,9 pp em comparação com maio de 2015. Já entre aquelas que ganham mais de dez salários mínimos, 9,9% afirmaram ter dívidas vencidas em maio – elevação de 1,9 pp em relação ao mesmo mês de 2015.
“As famílias com menor renda sentem mais os efeitos da crise econômica e, para essa faixa da população, que já vive com o orçamento mais apertado e precisa do crédito para alavancar seu padrão de consumo, qualquer imprevisto pode desequilibrar suas finanças e levar à inadimplência”, disse, em nota, a FecomercioSP. Em maio, 7,1% das famílias (274 mil, em números absolutos) disseram que não teriam condições de pagar totalmente ou parcialmente suas contas no mês seguinte. Esse percentual era 5,5% no mesmo período de 2015 (ABr).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap