As três fases de criação de um banco digital dentro das empresas

Investir em contas e bancos digitais próprios, a chamada fintechzação, tem se provado uma tendência para empresas dos mais variados segmentos e tamanhos. De acordo com levantamento do UBS Evidence Lab, realizado no começo deste ano, existem mais de 60 milhões de contas digitais no Brasil.

É um mercado com muitas possibilidades e que pode ser aproveitado pelas companhias que optarem por concentrar seus serviços financeiros voltados a colaboradores, parceiros e clientes dentro da própria organização ao invés de terceirizar essa função aos bancos tradicionais.

Para as empresas que pretendem aderir a este movimento, Letícia Moschioni, diretora de produtos da Mobile2you, mobile-house que desenvolve aplicativos financeiros sob medida, explica que, além da tecnologia, é preciso se atentar ao customer success no desenvolvimento do produto. “Boa parte do sucesso está em entender, logo no início, quem é o consumidor final para que, desta forma, seja estruturado um modelo de banco digital que atenda as necessidades desse usuário”.

Como se trata de um mercado em plena expansão, o customer success também é visto como diferencial competitivo, pois busca mapear com antecedência as necessidades e os desafios futuros dos clientes. É um processo essencial para que o banco digital da empresa não caia em desuso após o lançamento. A especialista destaca outros passos fundamentais para as empresas que buscam ter seu próprio banco digital para não apenas ter uma fonte fixa de receita, mas também uma maneira de concentrar seus serviços financeiros e fidelizar clientes.

O primeiro passo para o desenvolvimento de uma solução financeira se dá no design scope, processo que engloba o discovery do produto, concebendo todo o design do aplicativo. Nessa fase, a atenção é voltada ao UX – User Experience – que é tudo o que envolve a forma como o usuário interage com as jornadas oferecidas nos aplicativos.

“É importante promover estudos e entrevistas a fim de descobrir como a solução que será desenvolvida impactará positivamente o usuário em seu cotidiano. É basicamente uma coleta de dados contínua, que uma vez organizados e cruzados com o histórico de produtos construídos, torna o processo o mais produtivo possível”, diz Moschioni.

Já a segunda etapa envolve o trabalho da squad de engenharia, que vai desenvolver o aplicativo. Nessa fase, são feitos inúmeros testes com a versão beta nos quais são avaliadas questões como navegabilidade, segurança e as jornadas. Na terceira e última fase, acontece a sustentação, explica a especialista.

“Neste momento é preciso olhar para o futuro do produto criado, iniciando com o lançamento beta para público reservado, realizando os últimos testes finais e planejando o lançamento para o público final. O produto após lançado é tratado como um organismo vivo, pois precisa estar em constante evolução”. Essa evolução necessita planejamento contínuo por meio do roadmap do projeto, ou seja, a estratégia futura das regras de negócios que serão traduzidas em tecnologia.

O sucesso do aplicativo construído vai além da simples disponibilização nas lojas para download. Moschioni ressalta que é preciso acompanhar de perto o retorno dos usuários finais, feedbacks e dados de ferramentas analíticas para providenciar as atualizações de evoluções visando manter o serviço competitivo, sempre avaliando sob o ponto de vista da experiência do usuário.

“Esse acompanhamento no pós-lançamento é fundamental para que os aplicativos se mantenham relevantes no mercado. Quanto mais satisfeito o usuário final estiver, maiores as chances de fidelidade com o produto e, consequentemente, com a marca da companhia”, completa.

O compromisso da empresa com a evolução do aplicativo construído é condicional para seu papel de protagonista no cotidiano do seu usuário. Toda a jornada de desenvolvimento de um aplicativo sob-medida deve responder a pergunta central: o que faria meu público permanecer com o meu aplicativo instalado? – Fonte e outras informações: (www.mobile2you.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap