5 maneiras de tornar a operação comercial de sua empresa mais sustentável

A busca por produtos e serviços se tornou ainda mais acirrada na era digital. Com o crescimento das lojas online, os ambientes físicos tiveram que se transformar para atrair os consumidores para dentro de seus negócios e fidelizarem. Por isso, segundo especialista, esse novo cenário inclui consumidores ainda mais exigentes e atentos às especificidades dos produtos.

Segundo Amanda Cáprio, consultora de vendas da Posiciona Educação e Desenvolvimento , empresa de educação empreendedora que capacita as equipes e melhora o desempenho nas áreas de vendas e atendimento, a internet trouxe diversas oportunidades para os negócios e existem diversos canais que podem ajudar as empresas venderem mais, porém, é preciso se atentar se o negócio está sustentável em todos os aspectos.

“É preciso de destacar no mercado para além das vendas. Com um perfil de consumidor mais exigente e atento, os empreendedores tiveram que olhar com mais carinho para toda sua operação de vendas e capacitar seus colaboradores, para que, além de vender eles possam encantar e fidelizar seus clientes”, comenta Amanda, ao destacar que, cada vez mais, surgem no mercado os empreendedores que precisam buscar formas para gerar valor a seus clientes antes mesmo de extrair.

Por isso, a especialista em vendas separou 5 dicas que podem ajudar as empresas criarem uma operação mais sustentável e alavancar suas vendas. Veja:

1 – Gerir a carteira de vendas e as contas – Para esse primeiro passo é necessário analisar todas a informações de sua carteira e cruzar isso com as contas. Ou seja, é preciso segmentar a carteira, analisar o mercado e a concorrência, alocar recursos, considerando o potencial a ser capturado, definir objetivo e plano de ação, além de monitorar o resultado final. “O empreendedor precisa ter uma visão 360 para extrair dados reais sobre a operação de sua carteira de vendas. Assim como a gestão de carteiras, a gestão de contas precisa considerar os resultados e a efetividade daquele negócio. Minha orientação é sempre analisar os dados obtidos nas visitas, assim como faturamento de cada cliente e volume vendido e comparar sua performance aos de seus concorrentes”, explica Amanda.

2 – Direcionar esforços e recursos – A estratégia aqui é manter esse cliente na carteira. Por isso, é preciso estar atento em como é possível agregar valor, seja por meio de serviços ou por meio de novidades no portfólio, para “blindá-lo” da concorrência. Após o levantamento e triagem das informações, segmentação de clientes e direcionamento de recursos é o momento de montar o plano de ação, ou seja, de executar a estratégia.

A especialista ressalta que o mais importante é estar atento a totalidade do negócio, pois certamente a estratégia sofrerá algumas mudanças no meio do caminho e toda equipe terá que exercer a flexibilidade para lidar com isso.

3 – Conectar objetivo e ações – Esse passo é imprescindível. Para traçar objetivos, é necessário elaborar um plano de ação. Considere os objetivos da companhia, conecte-os aos objetivos dos clientes, defina os objetivos da visita e do contato e, por último, retome à análise de indicadores.

4 – Mensurar resultados de ações – Muitas vezes isso passa batido, mas a especialista ressalta que é um fator de extrema importância. Monitore os resultados. É essencial avaliar os motivos pelos quais está indo mal, mas também o porquê do que está indo bem. Com isso, você poderá aprender com os erros e aprimorar suas estratégias acertadas.

Além disso, é preciso trocar as melhores práticas com seus pares e gestores. Isso pode enriquecer muito, tanto seu repertório com os clientes, quanto a sua estratégia. E, consequentemente, seu plano de ação para fazer correção de rota, caso necessário.

5 – Atingir objetivos traçados – Por último e não menos importante, é preciso analisar os objetivos traçados, metas estabelecidas e se os parâmetros foram alcançados. É importante estar sempre à par do que foi proposto e realizado e não deixar os propósitos iniciais serem esquecidos. A era da internet, a globalização e o e-commerce, principalmente com a aceleração devida à pandemia, mudaram a forma de treinar e vender.

Por isso, é importante se organizar e estar preparado, para saber lidar com as demandas do cenário atual. As pessoas são o diferencial competitivo de todas as organizações, por isso, é preciso estar atento a todos esses pontos para criar uma operação sustentável e que ajude os negócios escalarem e se diferenciarem em toda cadeia de vendas.

Fonte e mais informações: (https://www.posiciona.com.br/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap