116 views 4 mins

4 formas de evitar e proteger empresas e clientes da invasão de contas

em Destaques
terça-feira, 30 de maio de 2023

Perdas por Account Takeover devem ultrapassar 11 bilhões de dólares em 2023 e biometria de voz pode ajudar na prevenção à fraude

O Account Takeover (ATO) corresponde à ameaça digital de invasão de contas, que pode trazer diversos prejuízos para pessoas e empresas. Não se trata somente de roubo de dados para a realização de uma compra ou contratação de serviços. Neste tipo de fraude, o criminoso invade a conta e modifica os dados de login, se apropriando daquela identidade. De acordo com um relatório da Juniper Research, as perdas globais por ATO devem ultrapassar os 11 bilhões de dólares em 2023.

Para coibir as ações fraudulentas que envolvem o Account Takeover, é importante que o ecossistema esteja atento às medidas de segurança que eles podem implementar. Visando isso, Marcelo Peixoto, CEO Minds Digital, Voice IDTech pioneira em biometria de voz no Brasil, que já preveniu mais de R$35 milhões em fraudes, preparou 4 formas de evitar e proteger empresas e clientes da invasão de contas. Confira:

  1. Conscientização sobre estratégias de segurança
    A primeira coisa a ser feita para dificultar o Account Takeover é a conscientização sobre a necessidade de ter boas práticas no mundo virtual. É importante que esse alerta seja realizado tanto internamente, com os colaboradores, quanto externamente, com os usuários. Com tantas opções de ataques disponíveis, todo cuidado é pouco.
  2. Desenhar um sistema antifraude
    Um sistema antifraude robusto conta com um conjunto de soluções, aplicações e ferramentas que tem como objetivo prevenir a ocorrência de ataques fraudulentos. Para que tenha uma boa estratégia, existem 4 pilares que podem ser seguidos:

• prevenção: sempre confirmar a identidade do usuário ao acessar a plataforma;
• detecção: estar atento a comportamentos atípicos;
• remediação: caso o acesso seja comprometido, ter em mente o que deve ser feito para reverter a situação;
• repressão: como responder a uma fraude concretizada.

  1. Uso de autenticação multifator
    A autenticação multifator, também conhecida como MFA, é uma técnica de verificação de identidade que possui como foco o aumento da segurança digital, por meio da utilização de dois ou mais fatores de identificação. Atualmente, a grande maioria dos serviços online já utilizam essa ferramenta e suas diferentes estratégias.
  2. Estratégia passwordless
    O roubo de senhas é um dos métodos de fraude mais utilizados por hackers no Account Takeover. Diante dessa situação, a passwordless é uma tendência já defendida e adotada por diversas empresas para evitar o roubo de contas.
    A ideia é substituir o sistema tradicional de senhas por opções mais robustas e seguras, como a biometria de voz, por exemplo, que normalmente é aplicada na autenticação multifator. Essa é uma boa forma de prevenir o ATO, pois, além de aumentar a segurança durante a jornada do usuário, também funciona em qualquer ambiente.

“O principal intuito do hacker ao realizar um ATO é coletar informações pessoais de um usuário. A inteligência artificial vem sendo uma grande aliada das pessoas e empresas no ecossistema de segurança. Utilizar outros tipos de autenticação como os citados acima podem ajudar na prevenção e na invasão de contas”, finaliza Marcelo Peixoto, CEO da Minds Digital.