Você sabe como incluir o cashback na sua estratégia de vendas?

Felipe Rodrigues (*)

Ter um e-commerce e não oferecer cashback pode significar a perda de muitas oportunidades de vendas e das chances de aumento de receita.

Digo isso, porque um estudo realizado pelo Opinion Box mostra que 52% dos consumidores que pretendem fazer compras na Black Friday deste ano já se cadastraram nas lojas e programas de cashback para receber um percentual do valor da compra de volta. O volume de clientes que buscam o benefício tem se tornado cada vez mais significativo.

Por isso, incluir o cashback na estratégia de vendas se torna fundamental para qualquer e-commerce, independente dos produtos comercializados ou do porte da operação. Acredito, inclusive, que as pequenas lojas online precisam e devem procurar uma plataforma de cashback que ofereça boas condições de parceria. É totalmente viável – com o parceiro certo – que esses players estimulem uma compra e construam um ciclo ao oferecer o benefício.

Primeiro, porque a marca fica disposta em uma “vitrine” democrática, ao lado de marcas já consolidadas no e-commerce. Assim, além de competir pelo cliente utilizando um mesmo canal, ainda há um ganho de visibilidade e de credibilidade. Segundo, porque o consumidor passa a enxergar um benefício real em escolher a loja A em detrimento da B, que não oferece o cashback.

Mas, não basta simplesmente firmar parceria com uma plataforma. É preciso investir em ações de marketing e comunicação para que o público da loja tome conhecimento de que é possível ter um percentual do valor da compra de volta e, mais do que isso, trabalhar em estratégias para que o cliente volte a comprar sempre que precisar daquele determinado item ou de complementos.

Outra maneira inteligente de incluir o cashback nas estratégias de vendas da loja online tem a ver com a recuperação de carrinhos abandonados. É bastante comum, especialmente durante eventos como a Black Friday, que as pessoas naveguem pelas lojas, selecionem as ofertas que considerem mais atrativas e depois, por distração ou na busca por preços ainda menores, deixem aquele carrinho abandonado, ou seja, não concluam a compra.

Oferecer um percentual interessante de cashback nesse momento pode ser estratégico para trazer o cliente de volta e concretizar aquela venda. Obviamente, para que essa estratégia seja efetiva, é preciso construir um bom plano e ter uma equipe estruturada, que possa acompanhar a jornadas de compras dos clientes.

É válido ter ferramentas que possam auxiliar no processo de detecção de abandono de carrinho e ter planos definidos de como agir em diversos cenários. É importante cercar o cliente das mais diversas maneiras, sem se tornar invasivo ou insistente demais, para que o seu objetivo principal, que é fazer uma boa venda, seja alcançado com sucesso.

Avalie as possibilidades!

(*) – Especialista em e-commerce, é fundador e CEO do Meu Dim Dim, plataforma de cashback 100% brasileira (www.meudimdim.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap