Os desafios na gestão de empresas de telecomunicação

Juliana Najara (*)

A transformação digital está conduzindo o setor de telecomunicações para um futuro cada vez mais moderno em termos de conectividade.

Com enormes tendências e expectativas para este ano – especialmente com a chegada do 5G – a necessidade de uma gestão eficaz se tornou ainda mais fundamental. Apenas com um sistema completo, as empresas poderão fornecer serviços de qualidade para a população, contribuindo até mesmo para uma melhor operação interna e tomada de decisões assertivas.

O setor é considerado como um dos mais prósperos para o crescimento do país. Apenas entre janeiro e setembro de 2021, foram investidos cerca de R$ 25,5 bilhões no aprimoramento das operadoras nacionais, segundo dados divulgados pela Conexis Brasil Digital – com foco na expansão de cabos de fibra ótica, reforço de rede móvel e melhoria da qualidade das conexões.

O compromisso em expandir a conectividade no território é notável, mas os desafios que impedem seu desenvolvimento ainda são grandes – embora simples de se resolver. De maneira geral, falta simplicidade nos processos de gestão.

A aquisição de fibras e outros equipamentos mais completos tecnologicamente para suportar a vinda de redes mais velozes, faz com que gestores de diversas operadoras incorporem essa complexidade no dia a dia do setor, ao invés de otimizá-la. Junto a isso, a gestão da mão de obra também acaba sendo outro empecilho que trava o crescimento veloz do setor.

Com tantos técnicos em serviço, acompanhar suas agendas e escalas se torna uma tarefa complexa sem um sistema adequado, fato que prejudica as entregas e assistência aos clientes. Desencontros no volume de materiais no estoque se tornam frequentes diante dessa falta de controle, o que acarreta, consequentemente, em problemas logísticos, retrabalhos, ineficiência operacional e custos excessivos.

Ainda, a falta de indicadores que tragam uma visão clara do andamento dos processos é extremamente prejudicial às empresas – uma vez que ter dados em mãos se tornou primordial para a decisão das estratégias a serem colocadas em prática. Todos esses pontos, se não forem bem administrados, prejudicam a saúde financeira das operadoras, gerando um alto custo e baixa qualidade aos serviços oferecidos.

Gerir tantas informações e processos pode parecer desafiante em um setor tão grande como o de telecomunicações. Mas, com grandes novidades a caminho, é imprescindível que as companhias adotem um sistema moderno e completo que traga uma visão clara sobre os dados da organização – tudo isso, de forma simplificada em uma única plataforma.

Isso, sem contar que um bom planejamento estratégico, com base em dados reais, é capaz de contribuir significativamente para o desenvolvimento de serviços mais assertivos e de qualidade, que tragam um diferencial competitivo ao mercado. Muito além de prover soluções que ajudem a controlar e reduzir os custos no setor, um sistema de gestão eficaz permite o desenvolvimento de um relacionamento mais próximo entre seus representantes e os clientes, a um bom custo-benefício.

Assim, com mais eficiência, a satisfação do cliente do cliente é maior, bem como sua fidelização à marca. No final, sai ganhando a empresa, os clientes e o mercado como um todo.

(*) – É gerente de produtos da G2 Tecnologia, consultoria especializada em SAP Business One (https://g2tecnologia.com.br/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap