Quando as emoções entram em pane

Estresse, depressão, ansiedade: os transtornos psicológicos “comuns” nos dias de hoje pedem conhecimento sobre sintomas e tratamentos adequados

ansiedade temproario

 

“Estou muito estressado.” “Minha ansiedade está explodindo.” “Me sinto tão deprimido.” Frases assim, hoje em dia, podem ser ouvidas em muitos corredores em escritórios, a bordo do ônibus, nas portas das faculdades, nas rodas de pais. A vida moderna, principalmente nas metrópoles, deixa muita gente com os nervos à flor da pele. Mas como diferenciar uma irritação do estresse elevado? Ou tristeza de depressão?

O psiquiatra Rodrigo Fonseca Martins Leite, coordenador dos Ambulatórios do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, atendeu ao Coração & Vida para esclarecer sobre males que, antes, poderiam ser vistos como episódios comuns na vida de qualquer pessoa – mas que, quando notados com intensidade, precisam ser bem diagnosticados e, especialmente, tratados. “O homem pré-histórico já sentia o estresse, por exemplo, ao correr risco de morrer por ataques de animais e outros perigos. A reação, então, era de luta ou fuga: ou enfrentava-se a ameaça ou fugia-se”, explica Rodrigo.

“O modelo de estresse seguido pelo nosso organismo ainda é muito baseado nisso – deparar com um grande problema gera, sim, reações no corpo. O aumento de batimentos, fluxo sanguíneo dirigido aos músculos, medo profundo, reações viscerais. Hoje, vivemos com uma certa segurança, mas o corpo humano não mudou, responde organicamente como o homem primitivo”, destaca o psiquiatra.

Estresse e depressão somados na derrota do Brasil para a Alemanha na Copa do Mundo de 2014.Rodrigo explica mais sobre quais são os transtornos psicológicos mais comuns, como identificá-los e como buscar ajuda:

1. Estresse
Como se apresenta? É uma palavra que hoje em dia está na boca de todo mundo – até porque, especialmente para quem mora em grandes cidades, ele pode se fazer presente o tempo todo, após situações que tragam emoções muito fortes, frustração ou mesmo fúria. Alguns especialistas acreditam que, em níveis baixos, o estresse pode ser algo bom: reações de “luta”, enfrentando e verbalizando problemas, tendo ações para melhorar o contexto, são positivas – tornam a pessoa ativa perante a vida. A esquiva, a fuga, é o problema.

size 960 16 9 estresse temproarioSintomas - Alguns dos sintomas habituais são as dores abdominais ou de cabeça, dificuldades para comer ou digerir alimentos, enjoos, respiração agitada, insônia, frequência cardíaca irregular, sudorese excessiva, transtornos do sono, falta de concentração.

O que acarreta - Estresse em excesso nos predispõe a sofrer com diversas doenças, tanto físicas quanto psicológicas. O estresse pode levar a problemas psiquiátricos graves, depressão e ansiedade podem vir na esteira, problemas cardíacos também, e aumenta chance de obesidade e de colocar o organismo em estado inflamatório­.

Tratamento - O ideal é procurar ajuda quando verificar que o estado de estresse está causando prejuízo no dia a dia e trazendo problemas físicos. Nem sempre é preciso o uso de remédios, mas sim uma mudança de estilo de vida. Os pacientes podem ser tratados com psicoterapia e incentivados a fazer atividade física e usar técnicas de relaxamento. A medicação entra apenas nos casos mais graves.

2. Depressão
download 7 temproarioComo se apresenta? O problema pode ser descrito como o fato de se estar triste, infeliz, melancólico. Mas vai além disso. Às vezes, existem motivos para a depressão; às vezes, não. A maioria das pessoas sente depressão ao menos uma vez na vida, quase sempre em períodos curtos. Já a depressão clínica é um transtorno que se mantém ao longo do tempo e que modifica o estado de ânimo. Esse quadro de emoção anormal se revela quando uma pessoa passa mais de 15 dias de tristeza seguidos e por boa parte do tempo. É classificada em termos de gravidade: leve, moderada ou severa. Um médico psiquiatra pode determinar o nível e recomendar o tratamento correto.
Sintomas - Os mais comuns são bastante antagonistas; podem surgir dificuldades para dormir ou excesso de sono, mudanças no apetite (desde a ansiedade para comer tudo até períodos nos quais não se consegue comer nada) e também falta de energia, sentimentos de inutilidade, culpa, irritabilidade, inquietude, sensação de abandono, desesperança. A baixa autoestima é um dos sintomas mais comuns da depressão. Outro sintoma é a falta de prazer em atividades que costumavam trazer alegria, como passar tempo com a família ou ter relações sexuais.

O que acarreta - Cerca de um terço dos pacientes que buscam ajuda profissional padecem mesmo do transtorno. Mas aparecem muitos casos de falso positivo: hoje, muitas pessoas que parecem ter o transtorno são orientadas a usar imediatamente os antidepressivos, mas nem sempre é o caso – e isso é muito ruim, pois perde-se a dimensão do que é normal quanto aos problemas e usa-se medicamentos com efeitos colaterais. Pode ocorrer também a distimia, um tipo de depressão leve que dura anos (o que vemos como “mal-humorado crônico”, aquela pessoa que sempre vê problema em tudo) e sobre a qual os tratamentos têm pouco resultado. Muitas pessoas passam ainda por “gatilhos” de depressão, como o parto e o ciclo menstrual.

Tratamento - A depressão leve não precisa de medicação e tratamentos farmacológicos podem funcionar. Nas mais graves, principalmente quando há risco de suicídio, é importante o uso de remédios.

3. Ansiedade
download 8 temproarioComo se apresenta? A ansiedade pode surgir a partir de pensamentos, sentimentos ou acontecimentos da vida em geral. Mas com um mês de tensão e preocupação, ela costuma aparecer – como uma reação ao estresse mantido por longo tempo. Engloba aspectos corporais e implica mudanças de comportamento. A ansiedade está relacionada com a sobrevivência: pesquisas indicam que, para preservar a integridade física frente a um ataque ou ameaça, as pessoas colocam em funcionamento respostas rápidas, adaptativas e eficazes – mas que, durando muito tempo, podem ter consequências penosas ao corpo.

Sintomas: hiperatividade, taquicardia, sensação de falta de ar, perda do controle e do raciocínio, tremores, transpiração excessiva, náuseas, insônia, debilitação ou rigidez muscular, inquietude motora, pensamentos negativos, obsessão ou problemas em comunicar-se com os demais.

O que acarreta: pode causar arritmia cardíaca ou transformar-se em transtorno de pânico (síndrome do pânico é como se costuma chamar, mas é uma nomenclatura errada): são crises muito evidentes que duram de 10 a 20 minutos, às vezes com um mal-estar súbito. É uma condição recorrente, mas não é o mais comum relacionado ao estresse e à ansiedade. O mais comum é um misto de ansiedade e depressão. Na prática, é disso que sofre a maior parte da população.

Tratamento: também há gradação para a ansiedade, desde um quadro leve até algo mais grave. Cada indivíduo responde melhor a um tratamento; pessoas que não conseguem sair de casa, por exemplo, precisam de meditação, mas outros passam a viver bem com o hábito de meditação, massagens e especialmente acupuntura.

Fonte: Flávia Pegorin/Coração & Vida (www.coracaoevida.com.br).

Mais artigos...

  1. Medalha de ouro em Los Angeles, Joaquim Cruz busca sucessor em Brasília
  2. Remédio comum pode salvar da morte vítimas de escorpiões
  3. Voto impresso começa a valer em 2018, mas já é alvo de críticas
  4. PE: mais da metade das famílias de bebês com microcefalia são de baixa renda
  5. Crise de refugiados e violência ameaçaram direitos humanos em 2015
  6. Sistema ajuda portador de deficiência visual a se locomover
  7. Intervenções espirituais e religiosas na saúde são benéficas
  8. Livro resgata ideias econômicas de Roberto Simonsen
  9. Ensino de literaturas africanas precisa de melhorias
  10. Arqueologia na Amazônia elucida mistério de 500 anos
  11. Cérebro induz à escolha de alimentos calóricos para armazenar energia
  12. Obesidade pode interferir na aprendizagem das crianças
  13. Um dia na maior universidade de aviação do mundo
  14. Jornada de refugiados inclui perigos da travessia e desafios da integração
  15. Engraxates ambulantes influenciaram no samba paulistano
  16. Mais tempo para mães de prematuros
  17. Com diferentes estilos e histórias, 355 blocos animam carnaval paulistano
  18. Mesmo com crise, escolas prometem carnaval luxuoso em São Paulo
  19. Perda de emprego leva pessoas para o trabalho informal
  20. Eleição de líderes partidários movimenta retomada dos trabalhos legislativos
  21. Comissões de frente surpreendem por inovações a cada carnaval
  22. Desemprego fecha dezembro em 6,9% e atinge maior taxa para o mês desde 2007
  23. Escolas de samba apostam na especialização para produzir alegorias e adereços
  24. Vegetais: crus ou cozidos?
  25. Ano Novo Chinês: conheça as tradições milenares que marcam a data_a
  26. Travestis comemoram entrada em universidades e esperam diálogo mais saudável
  27. Aída foi a primeira a voar
  28. Aquífero Guarani: estudo analisa as negociações do acordo
  29. Cães reconhecem o significado de expressões emocionais
  30. DOI-Codi sequestra e mata Manoel Fiel e diz que metalúrgico cometeu suicídio
  31. Modernidade traz novos significados aos contos de fadas
  32. Distúrbios na tireoide podem causar ansiedade e depressão
  33. Atletas se destacam pela persistência; relembre momentos das Olimpíadas
  34. Oferta de frutas é similar em regiões ricas e pobres de São Paulo
  35. Pesquisa traça panorama dos acidentes de trânsito no Brasil
  36. Liga acadêmica une teoria e prática em ação para a sociedade
  37. Licença para voar
  38. Economias de aglomeração podem ampliar desigualdade espacial
  39. A supressão da cidadania nas celas
  40. 2015: O ano que o futebol começou a limpar as chuteiras
  41. Crise migratória e atentados terroristas marcam cenário internacional em 2015
  42. Conheça mitos e verdades sobre a osteoporose
  43. Peixe do rio Negro coletado por Alfred Wallace há 160 anos é finalmente descrito
  44. Projeto proíbe revista vexatória de visitante de jovem infrator internado
  45. Pequeno príncipe, grande aviador
  46. Patrimônio histórico nas mãos das Geociências
  47. Mudança no crime organizado ajudou a reduzir homicídios
  48. Universalização da pré-escola traz desafio gigantesco aos municípios
  49. Falta de assistência no nascimento de bebês incomoda mães
  50. Gastar menos energia é melhor ação contra aquecimento global
  51. Revelando o turista-fotógrafo
  52. Cidades pretendem reduzir quase pela metade emissões de CO2 até 2020
  53. O Estatuto do Desarmamento sob ameaça
  54. Getúlio e Collor também passaram por processo de impeachment
  55. Políticas públicas também tratam a saúde como mercadoria
  56. Estudo indica que Zika vírus está cada vez mais eficiente para infectar humanos
  57. Padronizar tamanho de roupas é possível, mostra estudo
  58. Pesquisador investiga a privatização e a concentração de capital no ensino superior
  59. Desmatamento reduz tamanho de peixes em região amazônica
  60. Mobilização marca vida dos encarcerados nas prisões
  61. Decreto regulamenta publicidade de alimentos infantis
  62. Chá verde e cacau protegem contra complicações causadas por diabete
  63. Lei de drogas vem causando lotação no sistema penitenciário
  64. Paleontólogos descrevem anfíbio gigante de 260 milhões de anos
  65. O padre aviador
  66. Presídio paraibano ilustra realidade do cárcere no Brasil
  67. Às vésperas da Rio 2016, legado da Olimpíada ainda é incógnita
  68. Rota de ônibus é definida com base no conforto do passageiro
  69. Filmes levam discussão sobre cultura indígena para a escola
  70. Entenda o que é a microcefalia e porque há um aumento dos casos em Pernambuco
  71. Pesquisas na Argentina dão vantagem ao candidato da oposição Mauricio Macri
  72. Modelo de governança é adaptado para clubes de futebol
  73. Estudante precisará de carteira padronizada para pagar meia
  74. Filha de Carolina de Jesus diz que não conseguiu ler livro mais famoso da mãe
  75. Envelhecimento da população precisa ser priorizado nas políticas públicas
  76. Entenda as novas regras para aposentadoria
  77. Elefante no Cerrado exerceria papel que já foi de mastodontes
  78. Fórmula auxilia médicos a lidarem com pé diabético
  79. Trotes telefônicos podem custar R$ 1 bilhão por ano ao país
  80. Tecnologia 29/10/2015
  81. Pesquisadores criam métodos estatísticos para prever fraudes em operações financeiras
  82. As particularidades da linguagem humorística brasileira
  83. Pílula da USP usada em tratamento contra o câncer divide opiniões
  84. Como identificar infarto, AVC e angina
  85. Viagens longas propiciam uso de drogas por caminhoneiros
  86. Jogos Mundiais: com máquinas ainda trabalhando, indígenas se instalam em Palmas
  87. Religiosidade traz alívio para idosos em hemodiálise
  88. Pequeno agricultor minimiza efeito do agrotóxico à saúde
  89. Educação financeira e previdenciária deve e pode começar na infância
  90. Uma em cada quatro pessoas morre no mundo por causas relacionadas à trombose
  91. Aviação também é um negócio bizarro!
  92. Material particulado veicular predomina no nível de poluição
  93. Alunos com tendência antissocial buscam segurança na escola
  94. 15 motivos para amar/odiar a palavra “kamikaze”
  95. Brasil perde R$ 156,2 bilhões do PIB com a morosidade do trânsito em São Paulo
  96. Santos pode se tornar mais suscetível a inundações
  97. 01 de Outubro - Dia Mundial do Idoso: Como os idosos veem a saúde
  98. Tecnologia permite fabricação de gelo por meio da luz solar
  99. Sistema prevê a ocorrência de raios com 24 horas de antecedência
  100. 11 (+1) músicas que falam sobre aviões e aeroportos
Mais Lidas