Temer nega ampliação da faixa de isenção do Imposto de Renda

O presidente Michel Temer disse ontem (15) que a ampliação da faixa isenta de cobrança do Imposto de Renda (IR) é uma medida positiva, mas que, considerando a situação pela qual passa o país, a possibilidade está, por enquanto, fora dos planos do governo

Marcos Correa/PR

Presidente da República, Michel Temer, concede entrevista para Rádios Regionais.

Temer também falou sobre a reforma trabalhista e indicou que pode vir a vetar o trecho que permitiria que mulheres grávidas ou lactantes trabalhassem em ambientes insalubres. Temer aproveitou a entrevista para comentar informações "improcedentes" que circulam nas redes sociais.

Sobre aumentar a faixa de isenção do IR, Temer disse que não há absolutamente nada de concreto sobre o assunto. “Houve uma fala sobre a possibilidade de aumentar a faixa de isenção. Não há concretamente nada [a respeito disso]. Claro que seria bom para alcançar uma maior margem de trabalhadores e para a economia, porque em vez de pagar tributo, ele [o contribuinte] consumiria. É bom, mas é complicado [porque diminuiria a receita do Estado]”, disse o presidente no programa Agora Brasil, da Rede Nacional de Rádio em parceria com a NBR – canal de TV da EBC.

Temer adiantou haver a possibilidade de vetar, no âmbito da reforma trabalhista, o artigo que permite que mulheres grávidas ou lactantes trabalhem em ambientes insalubres. “Há essa possibilidade, mas no que se refere aos demais pontos não pretendo vetar. Se necessário, há a possibilidade de uma medida provisória, mas precisamos ver em quais pontos. Precisamos aguardar as discussões [no Congresso Nacional]”, disse o presidente ao negar, novamente, que a reforma vai resultar na retirada de direito dos trabalhadores.

A legislação trabalhista atual determina o afastamento da empregada gestante ou lactante de quaisquer atividades insalubre ou exercidas em locais insalubres. De acordo com o texto da relatoria da reforma, trabalhadoras gestantes só serão afastadas de atividades consideradas insalubres “em grau máximo”. No caso de atividades ou locais com nível médio ou mínimo de insalubridade, a trabalhadora só será afastada caso um "médico de sua confiança" fizer a recomendação. No período da lactação, o afastamento também poderá ocorrer apenas se um atestado médico assim indicar.

Para o presidente, a Previdência é um sistema que depende de modernização constante.Previdência
Para o presidente, a Previdência é um sistema que depende de modernização constante. “Depois de 2003, fez-se uma nova atualização, e agora mais uma. Tenha certeza que daqui a dez anos será necessária uma nova reavaliação”, disse ele ao reiterar que nenhum direito adquirido será retirado com a reforma. Ele acrescentou que algumas categorias deverão ter suas alterações previdenciárias estabelecidas por meio de lei complementar ou mesmo lei comum. “O que se precisa é tentar equacionar as contas públicas”.

Temer espera que a votação da reforma da Previdência no Congresso ocorra “o mais rápido possível” e que os líderes partidários têm feito constantemente levantamentos para verificar qual será o melhor momento para a votação. “Só se leva a plenário tendo 320 ou 330 votos garantidos, de forma a obtermos os 308 votos necessários”. “Talvez votemos no final de maio”, disse.

Durante a entrevista, Temer aproveitou para comentar acusações que circulam em redes sociais de que estaria atuando em conluio com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para prorrogar as eleições de 2018 para 2020, o que daria a ele mais dois anos de mandato. “Nunca ninguém falou comigo sobre prorrogação de mandato. Eu duvido que o Maia tenha falado isso porque a Constituição não permite. O que se permite seria a reeleição, não a prorrogação. A possibilidade de esticar meu mandato é zero. A prorrogação não irá adiante. Tenho absoluta convicção desse fato”, disse ao emendar: “e a possibilidade de reeleição em 2018 é também zero”.

Ao ser questionado sobre denúncias divulgadas em redes sociais de que estaria pagando com dinheiro público o salário da babá de seu filho Michelzinho, Temer foi enfático: “Considero isso ofensivo a meu filho porque ele tem 8 anos e não precisa de babá. Tem uma senhora que cuida da casa. Ela foi contratada pelo Palácio porque a estruturas dos dois palácios [Planalto e Jaburu] são formatadas pelo Planalto. O que está havendo são adequações para saber se pode prestar serviço ou não. Como é algo ofensivo a meu filho, não vou deixar ele saber disso”.

reforma-politica temporarioO presidente comentou algumas denúncias feitas contra a ex-presidente Dilma Rousseff, de que os publicitários João Santana e Mônica Moura teriam pago R$ 4 mil para cabeleireiros da ex-presidente. “Compreendo a angústia e a revolta popular, mas precisamos deixar que o Judiciário examine isso”.

Ele voltou a defender os ministros de seu governo acusados de envolvimento em crimes investigados pela Lava Jato. Segundo ele, as denúncias não atrapalharão o trâmite das reformas: "Tudo está sendo apurado pelos meios competentes”. Temer disse também que espera que o julgamento do processo de cassação da chapa Dilma-Temer ocorra “o quanto antes”. Segundo ele, “quanto mais rápido, melhor para e a estabilidade política do nosso país”.

Reforma política
No âmbito da reforma política, Temer disse não acreditar que seja concluída até o prazo final, em setembro. Disse também que não acredita na aprovação da proposta de lista fechada. Ele defendeu a verticalização das eleições, de forma às alianças regionais seguirem o determinado pela aliança nacional.

Sobre a contribuição de campanha, ele disse que tanto as de pessoas físicas como de pessoas jurídicas são “exercício de cidadania”. Mas, segundo ele, empresas que colaboram para todos os partidos levantam suspeitas de que estariam atuando para ser beneficiadas independentemente de quem ganhe as eleições.

“Não posso colaborar com todos porque aí não seria exercício de cidadania, mas uma busca por prestigiar, seja quem for para, quando no poder. me prestigiar. Pessoas jurídicas muitas vezes são holdings com 20 ou 30 sócios que poderiam colaborar. Mas aí, só para um candidato”, argumentou. Nas considerações finais, Temer procurou passar uma mensagem de otimismo e pediu uma “corrente de energia favorável” à população (ABr).

Mais artigos...

  1. Sinal verde para o emagrecimento: combine chá e café para turbinar a queima de gordura
  2. Tese revela luta das brasileiras por direitos civis e trabalhistas
  3. Estudo investiga como vida conjugal influencia carreira feminina
  4. Maio Amarelo quer reduzir acidentes e vítimas de trânsito
  5. Reposição de vitaminas na terceira idade: o que é fundamental para manter o vigor e garantir mais saúde?
  6. Dorival Caymmi, a pedra que ronca no meio do mar
  7. Em São Paulo, 97,8% dos idosos não conseguem atravessar a rua no tempo dos semáforos
  8. Direito do preso de trabalhar é realidade só para minoria
  9. 10 alimentos para aliviar os sintomas do estresse e da ansiedade
  10. Veja o que muda com a reforma trabalhista aprovada na Câmara
  11. Mulheres podem ter direito a escolher o alistamento militar
  12. Cardápio energizante: Como vencer o cansaço e a fraqueza causados pela má alimentação
  13. Um em cada dez estudantes no Brasil é vítima frequente de bullying
  14. Livros infantis ganham espaço no mercado brasileiro
  15. Pesquisas resgatam história genética de remanescentes de quilombos
  16. Gorduras do bem: Conheça os diferentes tipos de Ômega e saiba porque eles são itens obrigatórios no cardápio
  17. Direto da Amazônia, livro revela como a castanha-do-pará ganhou o mundo
  18. Modo de vida camponês ainda resiste entre pequenos agricultores
  19. São Paulo de Todos os Tempos e o sentido de respeito à cidade
  20. Reforma trabalhista recebe 844 emendas; relatório deve ser apresentado na quarta-feira
  21. Proposta proíbe concurso público exclusivo para cadastro de reserva
  22. Há 40 anos, ditadura impunha Pacote de Abril e adiava abertura política
  23. Como a dívida pública afeta cada brasileiro
  24. Lanchinhos no trabalho: Quais substituições podem ajudar a evitar os deslizes da dieta
  25. Abelhas sem ferrão têm guardas especializadas para defender suas colmeias
  26. Discurso das novas dietas reforça padrões de beleza inalcançáveis
  27. Efeitos da seca acentuam de maneira permanente perda florestal na Amazônia
  28. Jogadores contam histórias do preconceito enfrentado na Europa
  29. Saúde e boa forma: aposte na dieta para eliminar a barriga e controlar a síndrome metabólica
  30. Brasil carece de legislação para reúso de água
  31. ONU: crise econômica emperra desenvolvimento humano no Brasil
  32. Livro revela o pouco conhecido Holocausto da Transnístria
  33. Lava Jato completa três anos de investigações com 260 acusados criminalmente
  34. Livro mostra as verdadeiras origens de Corinthians, Palmeiras e São Paulo
  35. Doença renal crônica leva mais de 120 mil brasileiros para hemodiálise
  36. Orçamento taxava dono de escravo e previa salário para Pedro II
  37. Desafiando o Império, há 200 anos Pernambuco criava primeira República do Brasil
  38. Reforma promete ensino médio mais atraente
  39. Maioria das mulheres no Brasil e no mundo prefere trabalhar a ficar em casa
  40. As mulheres e o direito ao esporte
  41. Onde se escondem as poucas onças-pintadas que sobraram
  42. Como apostar nas fibras para reduzir o inchaço e melhorar a saúde
  43. Construção de cisternas leva desenvolvimento à região do semiárido
  44. Bacalhau do Batata levou trabalhadores e foliões para as ruas de Olinda
  45. Novas regras para deportação geram apreensão entre imigrantes nos EUA
  46. Entra em vigor acordo global que pode gerar US$ 1 trilhão de comércio por ano
  47. Quando o carnaval questiona limites de sua própria liberdade
  48. Dieta e malhação: conheça os maiores erros antes e depois do treino e saiba como evitá-los
  49. Consumo de combustíveis no Brasil caiu 4,5% em 2016
  50. Brasil, um desperdiçador em dois mundos
  51. Polícia militarizada favorece manifestações como as do Espírito Santo, diz professor
  52. A explosão da economia compartilhada
  53. Não há nível de desmatamento seguro para o clima na Amazônia
  54. Nordeste entra no sexto ano do que pode ser a pior seca de sua história
  55. Crise do sistema de aposentadorias já preocupava dom Pedro II
  56. Estudo mapeia condições das favelas em São Paulo
  57. Guia alerta sobre consumo precoce de bebidas alcoólicas entre jovens
  58. O grande salto das mulheres em 2015
  59. Confira as eleições que podem mudar o mundo em 2017
  60. Mãe conta drama de enterrar filho degolado em Alcaçuz
  61. Nem leão, nem gazela
  62. A desigualdade posta à mesa
  63. Febre amarela: conheça os sintomas e saiba quando tomar a vacina
  64. Água incita disputa por terras no Nordeste 
  65. Obama termina mandato com boa aprovação e erros, mostram pesquisas
  66. Às vésperas da posse, brasileiros nos EUA estão apreensivos
  67. Oito homens mais ricos detêm mesmo patrimônio que a metade mais pobre do mundo
  68. Iphan completa 80 anos com grande patrimônio e poucos recursos
  69. Contribuições da Fiocruz à sociedade serão foco da nova presidente
  70. Passados 10 anos, ninguém foi condenado por acidente no Metrô
  71. Confira dicas para economizar e itens proibidos na lista de material escolar
  72. Brasil quer intensificar relações com os Estados Unidos e ampliar comércio
  73. Equoterapia estimula crianças com autismo
  74. Programa de cuidado com saúde mental auxilia idosos com depressão
  75. Temer terá de superar desafios políticos para conter crise, dizem especialistas
  76. O clube dos cidadãos de cor
  77. Aos 18 anos, reserva concilia geração de renda e conservação da Amazônia
  78. Ano Novo: Cardápio Novo: invista na reeducação alimentar e dê adeus ao eterno regime
  79. STF analisará em 2017 delações da Odebrecht e validade do aborto
  80. Veja fatos marcantes no cinema, na música e no teatro em 2016
  81. Baixo crescimento marcará economia em 2017, preveem especialistas
  82. Ondas gravitacionais e flor nascida no espaço; relembre fatos da ciência em 2016
  83. Reforma do ensino médio e ocupações em escolas marcaram 2016
  84. Eleição de Trump, Brexit, e outros fatos marcantes no mundo em 2016
  85. Acordo de paz, morte de Fidel e suspensão marcam América Latina em 2016
  86. Usina de Itaipu quebra próprio recorde de geração de energia elétrica
  87. Concentração de poder de mercado pode prejudicar o agronegócio paulista
  88. Suplementação de cálcio e vitamina D melhora expectativa e qualidade de vida dos idosos
  89. Ampliação adequada do Parque dos Veadeiros pode garantir proteção a 50 espécies
  90. Pesquisa detecta mudanças nos hábitos de consumo dos brasileiros como consequência da crise no país
  91. Lágrima verde
  92. Mudanças climáticas atingem do Peru a Porto Alegre
  93. Longevidade ampliada
  94. Fidel Castro, referência de revoluções latino-americanas
  95. Menos de 1% das propriedades agrícolas detém quase metade da área rural no país
  96. Cinema brasileiro é mapeado por meio da relação com outras mídias
  97. Crianças que brincam são mais saudáveis, garantem especialistas
  98. Cardiologista do HCor alerta sobre a prevenção das arritmias cardíacas e morte súbita
  99. Quando o avião virou arma
  100. Modelo hidrológico pode auxiliar a prever enchentes