57 views 7 mins

Quatro passos para acelerar o seu negócio por meio da modernização de aplicações

em Tecnologia
quinta-feira, 08 de fevereiro de 2024

Na era da modernização digital, as aplicações e soluções tecnológicas estão na essência de empresas dos mais diversos segmentos. Manter esses sistemas constantemente atualizados é essencial não só para garantir a eficiência interna do negócio, mas também para que a organização consiga se adaptar à evolução tecnológica do mercado e atender as novas demandas de negócios que surgem a partir destas mudanças. Neste sentido, investir na modernização de aplicações não pode ser visto como custo: é uma necessidade de negócio urgente para qualquer empresa que queira se manter competitiva no mercado. 

Um relatório recente publicado na Business Wire mostra que as empresas e seus líderes já enxergam a modernização de aplicações como o melhor caminho para se manterem relevantes no mercado. De acordo com o estudo, 78% dos Diretores de Experiência (CXO, na sigla em inglês) acreditam que as tecnologias digitais mudarão suas indústrias de maneira moderada ou significativa nos próximos anos. Ainda segundo o mesmo artigo, 87% das empresas já estão envolvidas em alguma iniciativa de modernização digital, enquanto 77% já adotaram ou planejam adotar estratégias comerciais digital-first.

Esse cenário também tem reflexos no Brasil, como mostra o Indicador de Excelência em Tecnologia e Inovação (INEXTI), divulgado pelo IDC Brasil em março deste ano. Segundo o relatório, 58% das empresas brasileiras já realizaram projetos de modernização de aplicações, um crescimento de 4% em relação ao ano anterior, enquanto 20% estão em processo de modernização e outros 18% têm planos de fazê-lo em breve.

A modernização de aplicações traz uma série de benefícios, incluindo agilidade nos negócios, redução no tempo de entrega de produtos e novos serviços, e diminuição de custos de manutenção. Porém, para essa jornada ser bem-sucedida e poder obter esses resultados é preciso levar em conta quatro passos fundamentais.
 

  1. Modernização além da tecnologia
    Historicamente, as iniciativas de modernização são percebidas como um desafio tecnológico, uma vez que muitas empresas tentam e falham em concluir seus projetos.  De acordo com o Business Barometer Report da Advanced, 77% das empresas que iniciaram processos de modernização antes da pandemia não concluíram o projeto. Porém, dentre estas, apenas 38% apontaram a falta de planejamento com o principal motivo para a falha.
    É preciso ter claro que, além da tecnologia, um projeto de modernização de aplicações envolve o planejamento de múltiplas dimensões, como a cultura organizacional, a gestão da mudança, o controle de custos, as relações comerciais e o alinhamento às necessidades atuais e futuras do negócio. Afinal, não se trata de uma transformação radical, mas sim de um processo de melhoria contínua.
     
  2. Avaliação e prioridades
    Cada processo de modernização tem suas complexidades e desafios, a depender do tamanho e do setor da empresa, e da estrutura das aplicações legadas. Logo, cada organização terá um ponto de entrada diferente em sua jornada. É por isso que, conforme aponta o artigo “Get Set to Modernize Your TI Environment”, o primeiro passo ideal para uma jornada de modernização bem-sucedida deve ser uma avaliação minuciosa do ambiente atual de aplicações. Desse modo, é possível avaliar a complexidade da jornada de modernização e definir prioridades expectativas alinhadas com os objetivos de negócio da empresa. Outro ponto importante a se considerar nesta etapa é ter uma política de classificação de dados adequada, para garantir a segurança e privacidade das informações, da empresa e dos clientes, durante o processo de modernização.
     
  3. A metodologia é fundamental
    Como mostra o paper “Modernize applications and data”, o ideal em um processo de modernização de aplicações é investir em fábricas de modernização orientadas pelas metodologias Agile e DevSecOps, em vez da abordagem tradicional de desenvolvimento de software em cascata. Isso porque as equipes ágeis são capazes de ajustar planos e requisitos com base em ciclos de feedbacks, fazendo ajustes rápidos e flexíveis diante de obstáculos e restrições, enquanto o método DevSecOps promove a colaboração entre equipes de desenvolvimento, operações e segurança, por meio de ferramentas automatizadas que implantam rapidamente o código na produção.
     
  4. Alinhe a tecnologia à sua estratégia de negócios
    É fundamental que a jornada de modernização esteja alinhada às prioridades e objetivos do negócio. Em muitos casos, em vez de transformar a estrutura completa, as empresas podem substituir aplicações com infraestrutura  dedicada por soluções Software as a Service (SaaS) executadas na nuvem. Desse modo, é possível ter acesso a um ecossistema amplo baseado em cloud. Por exemplo, uma empresa de Recursos Humanos pode utilizar uma aplicação em nuvem conectada ao LinkedIn e outros sites de mídia social para empregar técnicas de recrutamento mais assertivas, de uma forma que não era possível antes.
     
    Em um cenário de inovação constante, as empresas devem investir na modernização para desbloquear o valor dos seus investimentos por meio de uma avaliação minuciosa do cenário e o emprego de metodologias e ferramentas eficientes. Não se trata, contudo, de um processo isento de riscos. A clareza dos objetivos e o alinhamento das iniciativas de TI com os objetivos de negócio são pilares fundamentais para uma jornada de modernização segura e bem-sucedida.

(Fonte: Ricardo Ferreira, VP e General Manager da DXC Technology para o Brasil e América Latina).