Pandemia pode afetar mercado de trabalho na área de TI

Vivaldo J. Breternitz (*)

Apesar de o senso comum apontar que os profissionais de Tecnologia da Informação vivem um período em que as oportunidades de trabalho são muitas, notícias vindas dos Estados Unidos dão conta de que esse cenário pode mudar, em função da segunda onda da pandemia.

Naquele país, após três meses de crescimento, o mercado de trabalho para esses profissionais voltou a encolher, acreditando-se que em 2020 cem mil empregos serão perdidos na área.

A maior parte desses empregos perdidos concentra-se nas empresas de pequeno porte e nas consultorias que prestam serviços a elas – frequentemente, pequenas empresas têm times próprios de TI muito pequenos e recorrem a serviços de terceiros.

Companhias maiores também demitiram ou deixaram de contratar, em função da descontinuação ou adiamento de projetos. As funções mais atingidas foram as ligadas a serviços de processamento e armazenagem de dados e a desenvolvimento e manutenção de aplicativos.

Além da segunda onda, espalha-se a percepção de que ainda teremos muitos meses até que o processo de vacinação passe a contribuir decisivamente para o fim da pandemia, e tudo isso torna bastante provável que o mercado de trabalho aqui no Brasil também seja impactado.

Afinal, muitos negócios continuam encolhendo e outros adiam planos de retomada até que haja mais certeza quanto ao comportamento da economia. Acompanhar o mercado é uma boa sugestão para profissionais e empresas.

(*) Doutor em Ciências pela USP, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap