89 views 5 mins

Liderança para a inovação e as vantagens do ‘data driven’

em Tecnologia
sexta-feira, 06 de agosto de 2021

Nos movimentos ágeis do mercado, vale notar como a humanização é a principal meta de um mundo permeado de Inteligência Artificial

Com uma boa equipe de TI, equipamentos modernos e plataformas bem configuradas, uma empresa consegue cuidar da experiência de milhares de clientes com o apuro de um pequeno comércio. Ou seja, consegue conhecer o público e privilegiar seu histórico de compras, seus gostos e preferências. Além disso, aprende a se comunicar com cada nicho do grupo.

Em outro sentido, enfrentam o desafio de acompanhar as mudanças inesperadas e os fluxos acelerados que os dados ajudam a visualizar em tempo real. Nesse artigo, quero abordar um pouco mais sobre esse tema: a inovação em compasso com uma liderança data driven.

Navegando na incerteza
Quando as tecnologias de locomoção se resumiam em barcos à vela, marinheiros tinham que entender profundamente dos ventos marítimos e condições atmosféricas para saberem como navegar ao sabor de mudanças de ventos que podiam levar o barco para tal ou qual direção.

Hoje, um líder empresarial baseado em dados pode encontrar demandas comparáveis aos de capitão de um desses barcos, considerando o oceano de informações em constante atualização que são todos os dias processados, tratados e transformados em insights em reuniões e conselhos administrativos de empresas.

Acompanhar a maré de dados a respeito do público significa entender as mudanças culturais e grandes transformações que podem mudar totalmente a rota dos negócios. Inovar, nesse sentido, é uma estratégia de navegação em um mundo rápido, no qual eventos inesperados podem alterar totalmente os rumos da empresa em curtos períodos de tempo.

É por isso que um grande aparato tecnológico não é suficiente para garantir o sucesso de uma empresa. Os dados advindos de tecnologias de Machine Learning e IA são indispensáveis, mas não tomam decisões. Somente as pessoas são capazes de dar sentido para os movimentos do negócio e tomar decisões arriscadas, que muitas vezes vão salvar uma operação inteira.

Um líder voltado à inovação trabalha com qualidades muito humanas. Para manter uma empresa em funcionamento diante um cenário de incertezas é preciso ter coragem para decidir rumos, pensamento estratégico, empatia e muita resiliência. É preciso entender quando seguir o fluxo e quando nadar contra a corrente, com foco e comprometimento.

Neste trabalho, uma equipe comprometida e um pessoal engajado com a operação são essenciais. Diante de um turbilhão de coisas, ter a equipe ao seu lado é o divisor de águas para que a tecnologia possa realmente fornecer os benefícios que esperamos.

Equilibrando estrutura e flexibilidade
O comprometimento tem me mostrado o poder da resiliência. É preciso entregar resultados independentemente do momento, seja em um mar calmo ou em um tsunami, sempre buscando a capacidade de se reinventar e também de aceitar os limites e limitações.

É muito importante destacar o papel central das pessoas nesse caminho. Jornadas de Transformação Digital que não passam por esse tópico simplesmente perdem força. Jornadas Cloud e Digital são essenciais para avançar, mas sem pessoas elas não fazem a diferença, e caso existam pessoas competentes e comprometidas, os próprios processos vão levar à empresa às jornadas digitais necessárias nesse movimento.

Das pessoas para as pessoas
A IA é nossa aliada e nos ajuda a criar uma visão do todo. Nesse processo, podemos descobrir melhor o que nos constitui como pessoas, tanto dentro da empresa quanto fora, no contato com o público.

Agradeço inclusive ao comprometimento da “tripulação” que trabalha comigo neste momento de transformações importantes para nossas vidas e carreiras.