197 views 2 mins

Itália destina recursos à requalificação de trabalhadores

em Tecnologia
quarta-feira, 24 de maio de 2023

O governo da Itália anunciou que destinará 30 milhões de euros, cerca de 170 milhões de reais, para treinamento de desempregados e daqueles trabalhadores cujos empregos podem estar em risco com o avanço da automação e da inteligência artificial.

Vivaldo José Breternitz (*)

De acordo com o Fondo per la Repubblica Digitale (FRD), criado em 2021 pelo governo de Roma para impulsionar as habilidades digitais dos italianos, 54% das pessoas de 16 a 74 anos carecem de habilidades digitais básicas, em comparação com uma média de 46% na União Europeia.

Segundo o FRD, dos 30 milhões, 10 serão destinados a reforçar as competências daqueles cujos postos de trabalho correm o risco de serem extintos devido à automação e à inovação tecnológica. Os restantes 20 milhões serão destinados a ajudar pessoas desempregadas e economicamente inativas a desenvolver competências digitais que melhorem as suas possibilidades de inserção no mercado de trabalho.

Uma ampla gama de empregos pode estar ameaçada pela automação, disse o FRD, citando setores como transporte e logística, funções em escritórios, produção, serviços, varejo e outros.

A crescente disseminação da inteligência artificial e da automação e o rápido desenvolvimento de ferramentas como o ChatGPT têm atraído a atenção de legisladores e reguladores em diversos países.

Muitos especialistas dizem que novos regulamentos são necessários para governar a inteligência artificial, devido ao seu impacto potencial na segurança nacional, na educação e nos empregos.
É oportuno lembrar que o ChatGPT ficou indisponível na Itália por cerca de quatro semanas, até que a organização que o desenvolveu, a OpenAI, esclareceu questões levantadas pela autoridade de proteção de dados da Itália no final de abril.

(*) Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor, consultor e diretor do Fórum Brasileiro de Internet das Coisas.