Infraestrutura para carros elétricos cresce na Espanha

Um dos maiores obstáculos à popularização dos carros elétricos é a chamada “range anxiety”, ou o medo de ficar sem energia – afinal, não é possível buscar um galão de energia em um posto próximo…

Vivaldo José Breternitz (*)

Enxergando uma oportunidade, a Iberdrola, empresa espanhola que atua na área de energia, inclusive com negócios no Brasil, lançou na Espanha o que chamou de “corredor de recarga elétrica super rápida”, instalando equipamentos no corredor rodoviário Madri-Cadiz e permitindo que motoristas de carros elétricos que trafegam nesse trecho não sofram com a range anxiety.

Nos pontos instalados no corredor, de aproximadamente 650 quilômetros, será possível recarregar as baterias em um tempo que varia entre cinco a dez minutos; o custo da energia para a viagem será de cerca de 16 euros, muito menos do que gastaríamos aqui e um terço do que se gastaria na Espanha usando veículos movidos a gasolina. O projeto prevê outros corredores, com pontos de recarga distantes entre si não mais de 200 quilômetros; essa distância é adequada, pois a maior parte dos elétricos tem autonomia superior a 300 quilômetros.

A criação do corredor faz parte dos planos da companhia no sentido de instalar 150 mil carregadores nos próximos cinco anos, investindo 150 milhões de euros. Nas rodovias e em outros pontos estratégicos, serão instalados os carregadores super rápidos (150kW); para instalação em empresas e residências, estão disponíveis carregadores rápidos e standard, com 50 kW e 22 kW respectivamente. Já estão em operação em toda a Espanha quase seis mil desses equipamentos da Iberdrola, e a empresa pretende em breve começar a instalar carregadores que chama de hiper rápidos (350 kW).

A empresa diz ser a energia de origem 100% verde e está disponibilizando também um aplicativo, que informa a localização dos pontos de recarga e seus horários de operação. Se o usuário for utilizar um ponto da Iberdrola, com o aplicativo poderá agendar um horário para recarregar e pagar pelo abastecimento.

Iniciativas como essa estão pavimentando os caminhos para os carros elétricos. No Brasil, parece que eles vão demorar a se firmar; temos aqui pouquíssimos elétricos, vendidos a preços absurdos e com apenas cerca de 140 estações de abastecimento, um número que inviabiliza um crescimento no número desses carros rodando em nosso país.

(*) É Doutor em Ciências pela USP, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap