123 views 3 mins

Impactos da tecnologia na contabilidade

em Tecnologia
terça-feira, 05 de outubro de 2021

Paulo Castro (*)

A contabilidade é uma peça fundamental na sociedade, sendo possível datar sua origem na civilização Fenícia de 2500 a.c.

A partir do momento em que o ser humano passou a ressignificar as formas de escambo, as interações mudaram, o censo coletivo também mudou e o acúmulo de riquezas individuais começou a exigir técnicas de administração do patrimônio.

É óbvio dizer que desde então muita coisa mudou, mas com o salto tecnológico que a humanidade deu nos últimos 50 anos com a internet e inteligência artificial, não faltou oportunidade de diversos setores se reinventarem, e com a contabilidade não foi diferente.

Diante deste cenário, mudanças, por mais que sejam positiva, envolvem desafios: com máquinas cada vez mais potentes e inteligentes, qual o novo papel dos contadores no mundo pós-moderno?

Antes o papel do contador era essencialmente prático, um apurador de impostos ou o profissional responsável por controlar a documentação, mas hoje seu papel é essencialmente de gerenciar as informações sobre a saúde financeira, utilizando o seu vasto conhecimento de processos e finanças.

Ele funciona como um contador consultor e um estrategista, sendo parte fundamental da engrenagem do empreendedorismo. Como aconteceu com todos os profissionais, a tecnologia obrigou os contadores a se adaptarem e repensarem o papel que eles têm na sociedade, mas eles nunca perderam e nem vão perder a relevância.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), a taxa de empregabilidade dos profissionais contábeis é de 93,87%, mesmo neste cenário de quase 15% de desempregados no Brasil. Isso demonstra que, apesar do importante papel tecnologia, o fator humano sempre será essencial nas relações empresariais, já que não existe CNPJ se não houver um CPF por trás.

A tecnologia beneficiou os contadores de inúmeras maneiras, especialmente por automatizar processos e assim permitir que os contadores se preocupem apenas com trabalhos estratégicos, o que sempre foi o foco da contabilidade.

(*) – É CEO e co-founder do Contbank, banco digital especialista em MPE’s com atendimento feito por contadores.