99 views 3 mins

FI Group anuncia os vencedores da 2ª edição do Programa de Aceleração de Startups

em Tecnologia
segunda-feira, 05 de junho de 2023

Companhia já mira encabeçar a 3ª edição, que terá a convocatória aberta no segundo semestre de 2023, a fim de dobrar o número de inscritos e atingir 100 submissões

Com o compromisso de apresentar soluções globais de inovação, promover valor agregado e o aculturamento inovativo nas startups do mercado brasileiro, o FI Group, consultoria multinacional especializada na gestão de mecanismos públicos de fomento à Pesquisa & Desenvolvimento (P&D), anunciou no início de 2023 os vencedores da 2ª edição do seu Programa de Aceleração de Startups, o FI Boost.
 
A nova turma contempla cinco startups vencedoras, as quais passaram a receber uma monitoria personalizada desde março deste ano. São elas: a Carbo Vapt, voltada à descarbonização dos motores de combustão, a Match IT, startup que encontra os melhores fornecedores de TI com selos de certificação para atender aos desafios personalizados de cada projeto da empresa, a LiveFarm, agtech com sistema de monitoramento de pragas, tecnologias de plantio e automação do setor agrícola, a Fuse IoT, fornecedora de soluções customizadas, com dados inteligentes para uma tomada de decisão ágil, segura e transparente com o uso de IA e IOT para sensores e monitoramento, e a deskMy, que digitaliza a mesa de trabalho, integra todos os aplicativos, aumenta as horas produtivas e apoia as empresas na construção de cultura e força de trabalhado distribuída mais forte e engajada. O programa FI Boost tem duração total de cinco meses de aceleração e acompanhamento de um ano no mercado, nos quais as startups participantes têm a possibilidade de apresentar suas soluções para mais de 15 mil empresas, após um processo de formação e mentoria que, com o apoio de especialistas do FI Group, inclui a realização de encontros focados nas necessidades de cada startup.
 
De acordo com a Especialista de aceleração de startups do FI Group e Embaixadora do FI Boost, Larissa Ramos, o panorama atual do programa é construir e fortalecer o ecossistema de inovação. “Nos dois ciclos do projeto no Brasil, nove startups no portfólio e alguns destaques nessa jornada, como a conexão com corporações inovadoras, mapeamento de oportunidades para o apoio na tração no mercado e, ainda, a realização de formações periódicas em temas específicos de incentivos, que é a especialidade do FI Group”, conta.
 
Para Larissa, o principal benefício que as startups conquistam durante e após a finalização do programa é estar ativo no ecossistema de inovação. “O programa de aceleração do FI Boost eleva o nível da startup por meio de conexões, networking e visibilidade de suas soluções inovadoras para o mercado brasileiro, oferecendo a possibilidade de obter projeção internacional”, explica.