114 views 7 mins

Employer Branding: conquistar, desenvolver e reter talentos

em Tecnologia
quinta-feira, 20 de outubro de 2022

Muito se fala sobre Employer Branding nos dias de hoje. Esse conceito da área de recursos humanos auxilia as companhias na atração, desenvolvimento e retenção de talentos e tem feito cada vez mais parte da realidade de milhares de empresas no mundo. Trata-se de uma estratégia para desenvolver uma imagem positiva sobre uma corporação, que tem o objetivo de construir ou fortalecer a imagem de marca empregadora.

Não existe uma fórmula mágica para a execução dessa estratégia, apenas técnicas que, se seguidas à risca, por empresas que possuem uma cultura forte bem definida, passam a ser externalizadas pelos colaboradores da companhia naturalmente. De acordo com uma pesquisa realizada pela EmployerBranding.com.br, 62% das empresas já entenderam a importância do Employer Branding e pretendem investir em iniciativas que as tornem marcas empregadoras atrativas aos olhos de futuros candidatos.

Do outro lado, 75% dos colaboradores buscam saber mais sobre a marca empregadora antes de se inscreverem para uma vaga disponível no mercado, conforme a Employer Branding Essentials no LinkedIn, por isso é cada vez mais necessário entender o que cada colaborador busca dentro de uma corporação e o que condiz com os valores da sua empresa.

Atuo na área de RH há 17 anos e já tive passagem por diversas empresas. O Employer Branding sempre existiu dentro das corporações que passei, mas talvez nunca de forma tão estruturada como se pede agora e sem um nome oficial. Eram ações pontuais de engajamento, geração de visibilidade pra ações relevantes, entre outras coisas que hoje viraram esse pacote crucial de iniciativas para conquistar, desenvolver e reter talentos.

Tanto que a mesma pesquisa no LinkedIn mostrou que 55% dos recrutadores já possuem estratégias bem elaboradas do conceito que atraem e conseguem manter excelentes profissionais em suas corporações, com pessoas capacitadas, engajadas e envolvidas com a missão da organização e que se orgulham de suas conquistas, reduzindo possíveis turnovers.

Felizmente, tenho orgulho de falar que aqui na The Walt Disney Company Brasil, temos trabalhado cada vez mais para sermos uma destas marcas e agregar valores à vida de nossos colaboradores. O legal é que, trabalhando há quase quatro anos em uma companhia que valoriza (e muito!) os seus talentos, passando por posições em diversos países de Latam e no Brasil, estou podendo testemunhar e, mais que isso, colaborar, para construção de uma estratégia robusta de Employer Branding, que hoje já podemos dizer que é uma realidade transformadora em nossa empresa.

Atualmente, tenho uma equipe de 20 pessoas com tantas histórias e vivências diferentes, que me dão sempre algo a pensar antes de tomar decisões na cadeira onde estou e que me ensinam com seus pensamentos, anseios e vontades. Queremos que eles sejam porta-vozes da cultura da organização e sejam vistos como protagonistas dentro da nossa empresa.

Para criação de um plano e estratégia de Employer Branding é fundamental entender quais são os pilares, missão, visão e valores da companhia. São essas informações que vão te ajudar a direcionar os seus esforços para as ações corretas, que realmente gerem impacto. Feita essa análise mais profunda do propósito da companhia, é hora de começar a direcionar as ações para a conquista, desenvolvimento e retenção de talentos.

Como eu citei anteriormente, cada companhia tem seu propósito, seus valores, seus pilares, entre tantos. E, por isso, a estratégia de Employer Branding pode ser bem diferente para cada marca. Mesmo assim, optei por trazer aqui, de uma forma conceitual, um exemplo para cada ação dessas que citei no título do meu artigo. No nosso plano é crucial que na etapa de conquista do talento tenhamos iniciativas e programas de carreira bem estruturados, além de benefícios que conversem diretamente com seus futuros e atuais colaboradores.

Já no desenvolvimento, é crucial conhecer a diversidade do talento que temos na organização para estabelecer planos de desenvolvimento conectados com as necessidades de cada área e papel. Finalmente, quando falamos de retenção, é a hora em que o colaborador já se tornou um fã da marca e lugar que trabalha e tem orgulho de falar sobre isso com todo mundo.

Algumas ações de engajamento que geram esse impacto e que só a Disney pode oferecer são: Meet & Greet com personagens e talentos da ESPN, screeners de filmes e series, eventos ao vivo (Disney in Concert, Mundo Pixar, Disney on Ice etc.), acesso aos parques, serviços de streaming e a Disney store dentro do escritório, entre outros.

Como Disney, procuramos inserir nossos colaboradores no centro de cada uma de nossas histórias, pois é com elas que podemos entreter, informar e inspirar pessoas em todo o mundo. E isso se dá na criação da melhor life experience para nossos colaboradores com uma cultura inclusiva e diversa que proporciona oportunidades de crescimento, desenvolvimento e mobilidade de carreira para todos.

(Fonte: Paula Valencia é Diretora de Recursos Humanos da The Walt Disney Company Brasil).