Pilates: regulamentação da profissão está em análise no Senado

O Senado analisa um projeto que regulamenta a profissão de instrutor de pilates, de autoria da senadora Soraya Thronicke (PSL-MS). A proposição prevê que esses profissionais deverão estar inscritos e registrados no Conselho Nacional de Normas-Padrão do Método Pilates (CNPP).

Serão inscritos e registrados nos quadros do CNPP os seguintes profissionais: o portador de diploma de profissional instrutor de pilates, obtido em instituição de ensino superior; os diplomados em curso similar no exterior, após revalidação; e quem até a data de início da vigência da lei tenha comprovadamente exercido atividades ou funções próprias de instrutor de pilates, nos termos e condições estabelecidos pelo CNPP.

Soraya Thronicke cita a estimativa de que há mais de 85 mil estúdios de pilates e mais de 400 mil instrutores no país — ela ressalta que esses números foram colhidos com fabricantes de equipamentos de pilates. Para a senadora, a regulamentação evitaria a banalização da atividade.

O instrutor de pilates deve atuar em conformidade com os princípios básicos e originários definidos por seu criador, Joseph Hubertus Pilates, como a concentração, o controle, a centralização, a precisão e a fluidez. Soraya destaca que as práticas do Método Pilates favorecem o desenvolvimento da educação e da saúde, contribuindo para a capacitação e o restabelecimento de níveis adequados de desempenho e condicionamento físico-corporal dos seus beneficiários, visando à consecução de bem-estar e qualidade de vida (Ag.Senado).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap