Negócios em Pauta 30/12/2020

A – Arrecadação de Tributos

Os brasileiros terão pago até as 23h59 de dia 31 de dezembro deste ano R$ 2.057.746.503.833,19 de tributos para os governos federal, estadual e/ou municipal. Esta é a previsão do Impostômetro, ferramenta da Associação Comercial de São Paulo que mostra de forma online o quanto está sendo arrecadado naquele exato momento. O número estimado significa que em 2020 as pessoas contribuíram 17,85% menos do que em 2019. A redução tem tudo a ver com a crise econômica causada pela Covid-19 que impactou diretamente em todas as atividades de trabalho, com destaque maior para o setor terciário que inclui o comércio e a prestação de serviços e corresponde a mais de 70% pelos empregos gerados no país.

B – Distribuição Justa

Um documento da Comissão Vaticana para a Covid-19 e da Pontifícia Academia para a Vida, publicado ontem (29), voltou a defender a distribuição justa e igualitária das vacinas anti-Covid para os países mais pobres e alertou para as problemáticas de todo esse processo em 20 pontos principais. Fazendo uma referência à recente fala do papa Francisco, o documento convida os líderes mundiais a “resistir à tentação de aderir a um nacionalismo da vacina” e pedindo que tanto os políticos como as entidades privadas cooperem no fornecimento dos itens para aqueles que não têm condições de compra. Precisamos demonstrar que somos uma única família humana”, destacou o prefeito do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral, cardeal Peter Turkson (ANSA).

C – Pessoas com Deficiência

A Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência/SP lançou a pesquisa “Pessoa com Deficiência e Emprego”. Ação objetiva traçar novas estratégias e implantar ações que potencializem o processo da inclusão profissional das pessoas com deficiência. A Secretaria quer conhecer os principais desafios encontrados, o interesse em qualificação profissional e as principais barreiras no acesso e permanência da Pessoa com deficiência no mercado de trabalho. Há mais de 3 milhões de pessoas com deficiência no estado de São Paulo, sendo apenas 1,17% desta população ativa no mercado de trabalho. Destinada às pessoas com deficiência, a pesquisa pode ser respondida até 31 de janeiro, por meio do link: (https://bit.ly/PesquisaEmprego).

D – Grupos Farmacêuticos

A administradora de redes de farmácias Farmarcas vem mostrando força no ano de 2020. Mesmo com todas as dificuldades a empresa repete o êxito dos anos anteriores, sendo que no último dia 12 inaugurou sua unidade de número 1.200 em todo Brasil, com a abertura de uma farmácia em localizada em Bariri – interior de São Paulo. Ao abrir essa loja a administradora dá mais um importante passo para atingir um objetivo de finalizar esse ano com 1.230 lojas. A Farmarcas é uma associação criada para administrar agrupamentos farmacêuticos e redes associativistas. Hoje, a empresa administra onze redes: AC Farma, Bigfort, Drogarias Maestra, Entrefarma, Farma100, Farmavale, Maisfarma, Maxi Popular, Mega Pharma, Super Popular e Ultra Popular. Outras informações: (www.farmarcas.com.br).

E – Material de Construção

A Disensa, maior rede de franquias no varejo de material de construção da América Latina, vai inaugurar, até janeiro de 2021, dez novas lojas com a bandeira MAX (a partir de 300 m²). São cinco em dezembro e cinco em janeiro, no Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Pernambuco. Com as cinco novas unidades abertas este ano – São João de Meriti, Duque de Caxias e Pedra de Guaratiba (RJ), Casa Nova (BA) e Vitória de Santo Antão (PE) -, a Disensa fecha 2020 com o total de 160 lojas no Brasil. O resultado representa expansão de 30% no número de unidades no país. Pertencente ao grupo franco-suíço LafargeHolcim, líder mundial em materiais de construção, a rede de franquias registrou crescimento médio do faturamento das lojas da ordem de 63,5% este ano. Saiba mais em: (https://disensa.com.br/).

F – Cenários & Investimentos

Traçar cenários futuros é sempre uma tarefa difícil, ainda mais em um ambiente com grandes indefinições. Para ajudar o investidor a entender o que esperar do próximo ano, a Órama preparou o eBook Cenários & Investimentos para 2021. Uma das projeções, por exemplo, é que, com a vacinação em massa em um futuro próximo, o PIB global se recupere mais fortemente e fique entre 5% e 5,5% ou, na pior das hipóteses, de forma mais lenta, porém consistente, encerre o ano em uma faixa entre 4% e 4,5%. As previsões, entre otimistas e pessimistas, variam. Confira o conteúdo completo do eBook, que tem ainda uma tabela de investimentos, no link: (http://cloud.m.orama.com.br/cenarios-investimentos-2021).

G – Cashback em Bitcoin

O Zro Bank, primeiro banco digital com tecnologia Blockchain e portfólio multimoedas, que permite transações em reais e em bitcoin – acaba de anunciar uma ação inédita no mercado brasileiro: o primeiro cartão de débito com cashback em bitcoin, com efeito retroativo. Nos pagamentos a partir de R$ 10 no cartão de débito Visa, os correntistas receberão o equivalente a 0,5% do valor na criptomoeda para utilizar como quiserem. O benefício é válido tanto para os novos usuários quanto para os que já possuem o cartão de débito Visa, que poderão receber o equivalente a 0,5% dos valores gastos, desde a abertura de conta até agora. O correntista poderá escolher a melhor maneira de usar o crédito: em novas compras, transferindo ou acumulando a moeda digital. A oferta especial de cashback retroativo vai até 31 de janeiro. Saiba mais: (www.zrobank.com.br).

H – Home Office

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) criou um material educativo, disponível na internet, para dar informações sobre o trabalho em casa. Na cartilha ‘Teletrabalho – o trabalho de onde você estiver’, o TST detalha os conceitos de teletrabalho, trabalho remoto, home office e trabalho externo. O documento detalha, por exemplo, a diferença entre teletrabalho e trabalho externo. O teletrabalho é a modalidade na qual as tarefas são realizadas fora das dependências do empregador, podendo ser na residência ou não, e com a utilização de recursos tecnológicos. O trabalho externo é desempenhado nas ruas por motoristas, vendedores, representantes. Veja em: (https://www.tst.jus.br/documents/10157/2374827/Manual+Teletrabalho.pdf/e5486
dfc-d39e-a7ea-5995-213e79e15947?t=1608041183815
).

I – Indústria Turística

O Ministério do Turismo da República Dominicana anunciou a ampliação do plano de assistência ao viajante, que é oferecido gratuitamente a todos os turistas que chegam ao país por via aérea e se hospedam em hotel. O seguro é válido a partir do momento do check-in no hotel e cobre todo tipo de emergência médica, inclusive aquelas decorrentes de possível contágio por COVID-19. Facilmente acessível em voos diretos da maioria dos principais aeroportos, o país agrada celebridades, casais e famílias. De trilhas para praias desconhecidas e campos de golfe de classe mundial, na República Dominicana é possível se sentir renovado nas luxuosas e diversas acomodações, explorando relíquias antigas de séculos passados, desfrutando da comida típica e de aventuras de ecoturismo nos magníficos parques nacionais, montanhas e rios. Outras informações no link: (http://www.godominicanrepublic.com/pt-br/).

J – Doação de parte do IR

A Lei de Incentivo Fiscal permite que parte dos impostos a serem pagos à Receita Federal sejam diretamente destinados a diversos projetos sociais, culturais, educacionais, esportivos e de saúde. Por meio da dedução fiscal, as empresas têm a opção de destinar uma parte do imposto para projetos de organizações não governamentais que desejarem, como o Instituto Jô Clemente, antiga Apae de São Paulo. Para isso, basta o contador ou setor responsável na empresa calcular a previsão do valor da doação com base na apuração trimestral ou anual, de acordo com a opção de regime de cada contribuinte (empresa). Para doar a projetos do Instituto Jô Clemente as empresas podem seguir as instruções disponíveis no link: (https://www.ijc.org.br/pt-br/como-ajudar/pessoa-juridica/Paginas/direcionamento-ir-pj.aspx).

K – Apoio ao Varejista

A Nestlé criou o aplicativo ‘Mercado Até Você’ para ajudar os pequenos comerciantes de todo o país, que podem montar um e-commerce sem custo de entrada e mensalidade. Uma pesquisa divulgada em outubro deste ano pelo Sebrae aponta que entre os pequenos negócios no país, mais de 70% tiveram queda de faturamento. A companhia acredita que a digitalização pode ajudar estes comerciantes a manterem os negócios. Com o serviço, o lojista oferece uma espécie de mercado de bairro online para os consumidores da região, que ganham, com ele, comodidade, praticidade e segurança. E os clientes, por sua vez, prestigiam os lojistas que conhecem e sentem confiança. Assim, eles valorizam o comércio local, promovendo geração de renda e negócios onde moram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap